TORCIDA

7 ex-Corinthians ‘escondidos’ fora | Matias Defederico é um deles; por onde andam os craques no exterior?

7 ex-Corinthians ‘escondidos’ fora | Matias Defederico é um deles; por onde andam os craques no exterior?
O que aconteceu com aquele jogador que vestiu a camisa do seu time de coração, talvez até tenha conquistado algum título por lá, aceitou uma proposta para jogar no exterior e simplesmente desapareceu do radar da imprensa brasileira?É bem provável que ele esteja "escondido" em algum cantinho do mundo que não seja os principais campeonatos…

O que aconteceu com aquele jogador que vestiu a camisa do seu time de coração, talvez até tenha conquistado algum título por lá, aceitou uma proposta para jogar no exterior e simplesmente desapareceu do radar da imprensa brasileira?

É bem provável que ele esteja “escondido” em algum cantinho do mundo que não seja os principais campeonatos nacionais da Europa (Inglês, Espanhol, Italiano, Alemão ou Francês) e nem tenha o prazer de disputar a Liga dos Campeões.

A partir desta terça-feira e ao longo das próximas 12 semanas, o “Blog do Rafael Reis” vai mergulhar na caça desses atletas para apresentara a vocês, leitores, os paradeiros de alguns deles.

Para começar, mostramos hoje o que andam fazendo da vidas sete jogadores que passaram recentemente pelo Corinthians e hoje estão “perdidos no mundo”… ou melhor, estavam, já que encontramos todos eles.

GUSTAVO

Atacante

26 anos

Jeonbuk Hyundai (CDS)

Apelidado de “Gustagol”, o centroavante foi jogador do Corinthians de 2016 até dois meses atrás, mas passou a maior parte do tempo emprestado a outras equipes. Em fevereiro, foi cedido para o Internacional, só que quase não atuou devido à pandemia do novo coronavírus. Já em julho, Gustavo foi negociado com o Jeonbuk Hyundai, clube mais poderoso da Coreia do Sul. Imediatamente, caiu nas graças da torcida. Os seis gols marcados nas primeiras oito partidas pela nova equipe certamente ajudaram nesse sucesso praticamente instantâneo no processo de adaptação.

COLIN KAZIM-RICHARDS

Atacante

34 anos

Pachuca (MEX)

A passagem pelo Corinthians durou só um ano e meio e teve mais destaque pela peculiaridade de ver um jogador nascido na Inglaterra, mas de cidadania turca, jogando em um dos clubes mais populares do Brasil do que propriamente pelo desempenho dentro de campo. Kazim foi para o México em 2018 e já defendeu três clubes por lá: Lobos BUAP, Veracruz e Pachuca. De acordo com diferentes veículos da imprensa mexicana, ele está prestes a mudar de casa novamente, já que negocia uma transferência para o Everton, do Chile.

MARLONE

Meia-atacante

28 anos

Suwon FC (CDS)

Finalista do Prêmio Puskás, concedido anualmente ao gol mais bonito do ano, por um tento marcado com a camisa corintiana na edição de 2016 da Libertadores, o meia-atacante também foi emprestado para vários times enquanto era contratado da equipe alvinegra. Com o fim do seu vínculo com o clube do Parque São Jorge, Marlone se transferiu em fevereiro para a Coreia do Sul. Mas seu destino foi um time da segunda divisão, o Suwon FC. Para piorar, o brasileiro ainda não conseguiu marcar sequer um golzinho por lá.

LUCCA

Atacante

30 anos

Al-Khor (QAT)

Mais um caso de jogador que passou a maior parte do tempo de contrato com o Corinthians cedido a outros clubes, o campeão brasileiro de 2015 foi emprestado ao Al-Khor, do Qatar, em janeiro. Dois meses atrás, a equipe alvinegra antecipou o fim do vínculo de Lucca para que ele pudesse assinar por mais tempo com o time do país-sede da próxima Copa do Mundo. Mas a vida de Lucca no Qatar não tem sido nada fácil. Seu time foi o penúltimo colocado da Stars League nesta temporada e precisou vencer uma repescagem para se manter na primeira divisão.

PETROS

Meia

31 anos

Al-Nassr (ARA)

Apesar da passagem recente pelo São Paulo, Petros também defendeu as cores do Corinthians, clube pelo qual atuou entre 2014 e 2015 e de onde partiu para defender o Betis, da Espanha. Aos 31 anos, o meia já não está mais em um grande centro da Europa, mas atua em uma das ligas mais ricas do futebol asiático. Com o Al-Nassr, Petros foi campeão saudita de 2019 e ficou no quase nesta temporada (seu time acabou na segunda colocação, com seis pontos a menos que o Al-Hilal).

NICOLÁS LODEIRO

Meia

31 anos

Seattle Sounders (EUA)

O meia uruguaio teve uma passagem relâmpago pelo Corinthians. Foram apenas oito meses no clube. Em fevereiro de 2015, foi negociado com o Boca Juniors, onde jogou durante um ano antes de rumar ao futebol dos Estados Unidos. No Seattle Sounders desde 2016, Lodeiro já conquistou dois títulos da Major League Soccer (MLS) e entrou para o time ideal da competição na temporada passada. Capitão dos Sounders, ele ainda continua sendo convocado para a seleção uruguaia e disputou a Copa América no ano passado.

MATÍAS DEFEDERICO

Meia

31 anos

Agropecuario (ARG)

Defederico em ação pelo Agropecuario, time da 2ª divisão argentina

Imagem: Reprodução

Contratado do Huracán em 2009 sob a alcunha de “novo Messi“, virou uma das maiores decepções corintianas do século. Defederico não fez nem 40 partidas pelo clube paulista antes de ser emprestado e, posteriormente, liberado para seguir com sua carreira longe do Brasil. O meia chegou a ficar desempregado durante um período e foi cogitado até para entrar na versão argentina da “Dança dos Famosos”. No ano passado, retornou ao futebol da Argentina e disputou a segunda divisão pelo pouco expressivo Agropecuario.

Fonte