BRASILEIRÃO

A arrogância da CBF contra Rodrygo e Renan Lodi

A arrogância da CBF contra Rodrygo e Renan Lodi
Convocados pela seleção olímpica para disputar um torneio mequetrefe em Toulon, na França, o atacante Rodrygo e o lateral Renan Lodi não foram cedidos por seus clubes, Santos e Athletico Paranaense. Numa atitude arrogante — os Neymar contaminam a CBF –, e autoritária, a entidade se recusa a desconvocá-los e permitir que ambos participem do…

Convocados pela seleção olímpica para disputar um torneio mequetrefe em Toulon, na França, o atacante Rodrygo e o lateral Renan Lodi não foram cedidos por seus clubes, Santos e Athletico Paranaense.

Numa atitude arrogante — os Neymar contaminam a CBF –, e autoritária, a entidade se recusa a desconvocá-los e permitir que ambos participem do Brasileirão.

É claro que os dois clubes não têm força para enfrentar a entidade.

Se, porém, os demais 18 participantes da Série A adotassem uma atitude solidária com ambos, a Casa Bandida teria de recuar.

Mas como cada um só pensa em si, e permitiram de bom grado que jogadores como Antony (São Paulo), Pedrinho e Mateus Vital (Corinthians), Guga (Galo), Matheus Henrique (Grêmio), Pedro (Fluminense) fossem para a vitrine se expor aos empresários, o Santos e o Athletico que paguem pela ousadia e os dois jovens promissores que fiquem de castigo, sem culpa e sem perdão.

Fonte