CARLOS AUGUSTO

Alinhados, grandes de São Paulo aguardam decisão de Doria por volta

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol Com o futebol paralisado desde março por conta da pandemia de covid-19, Palmeiras, Corinthians, Santos e São Paulo adotam cautela ao tratar da retomada das atividades. O alinhamento entre os grandes clubes do estado, à espera de uma decisão do governador João Doria, foi reforçado em…

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol

Com o futebol paralisado desde março por conta da pandemia de covid-19, Palmeiras, Corinthians, Santos e São Paulo adotam cautela ao tratar da retomada das atividades. O alinhamento entre os grandes clubes do estado, à espera de uma decisão do governador João Doria, foi reforçado em videoconferência realizada nesta terça-feira.

Os clubes foram representados por Maurício Galiotte (Palmeiras), Andrés Sanchez (Corinthians), José Carlos Peres (Santos) e Carlos Augusto de Barros e Silva (São Paulo) e a Federação Paulista de Futebol (FPF), por Reinaldo Carneiro Bastos. A reunião foi noticiada pelo Globoesporte.com e confirmada pela Gazeta Esportiva.

Antes de trabalhar com eventuais datas de retorno aos trabalhos, os clubes aguardam por uma posição de João Doria. Com o atual período de isolamento social previsto até 31 de maio, o governador se pronunciará sobre o assunto nos próximos dias e já sinalizou a ideia de promover o que chamou de “quarentena inteligente”.

Dentro do novo sistema, as medidas de isolamento social seriam definidas de acordo com as condições de cada região. Segundo números divulgados nesta terça-feira, foram 6.423 mortes e 86.017 pessoas com diagnóstico de covid-19 no estado – a taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para a doença é de 74,5%.

Os grandes clubes do estado planejam submeter seus elencos aos testes para covid-19 no mesmo dia. Anteriormente, as agremiações afiliadas à Federação Paulista de Futebol (FPF) já haviam definido um acordo para retomar os treinamentos de maneira conjunta e apenas com aval das autoridades sanitárias.

Veja também:

Entenda a disputa entre Flamengo e Globo sobre a MP dos direitos de transmissão


Gazeta Esportiva

Fonte