BRASILEIRÃO

Bancos digitais aumentam investimentos no futebol brasileiro

Bancos digitais aumentam investimentos no futebol brasileiro
Oito dos vinte clubes da Série A do Brasileirão 2019 fecharam acordos de patrocínio máster com instituições do ramo Por Pedro Carvalho access_time 15 jul 2019, 07h01 André Luiz, do Fortaleza, comemora gol do time cearense contra Cruzeiro, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro 2019 na Arena Castelão (LC Moreira/Futura Press/Folhapress)/Folhapress) A busca por um acordo…

Oito dos vinte clubes da Série A do Brasileirão 2019 fecharam acordos de patrocínio máster com instituições do ramo

Por Pedro Carvalho

access_time

15 jul 2019, 07h01

André Luiz, do Fortaleza, comemora gol do time cearense contra Cruzeiro, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro 2019 na Arena Castelão (LC Moreira/Futura Press/Folhapress)/Folhapress)

A busca por um acordo de patrocínio máster se tornou um grande desafio para os clubes brasileiros. Nesse novo cenário, surgem algumas alternativas, como acordos pontuais, por exemplo. Mas empresas de outro segmento mostram disposição para investir: os bancos digitais.

Até o momento, oito equipes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro fizeram parceria com bancos do ramo: Flamengo, com o BS2; Corinthians, Atlético-MG e Vasco, com o BMG; São Paulo, com o Banco Inter; Cruzeiro, Athletico-PR e, agora, o Fortaleza, com o Digi+. Todos eles ocupam o espaço destinado ao patrocinador máster das camisas.

Dos outros 12 times que estão na primeira divisão do Brasileirão, seis ainda não possuem um acordo para patrocínio máster (Santos, Fluminense, Botafogo, Ceará, Goiás e Avaí).

Fonte