BRASILEIRÃO

Bíblias doadas em evento do MEC tinham fotos de pastores e Milton Ribeiro

Bíblias doadas em evento do MEC tinham fotos de pastores e Milton Ribeiro
As Biblias foram doadas em um encontro entre prefeitos e secretários municipais do Pará e teve presença de Milton Ribeiro e dos pastores Gilmar e Arilton Exemplares de Bíblias doados em um evento organizado pelo MEC (Ministério da Educação) na cidade de Salinópolis, no Pará, continham fotos do ministro da pasta, Milton Ribeiro, e dos…
As Biblias foram doadas em um encontro entre prefeitos e secretários municipais do Pará e teve presença de Milton Ribeiro e dos pastores Gilmar e Arilton

Exemplares de Bíblias doados em um evento organizado pelo MEC (Ministério da Educação) na cidade de Salinópolis, no Pará, continham fotos do ministro da pasta, Milton Ribeiro, e dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, segundo reportagem do jornal “O Estado de São Paulo”.

Os religiosos são suspeitos de pedirem propina em barra de ouro para intermediar reuniões com o ministério e conseguir a liberação de verbas.

Após a publicação da reportagem, o ministro negou hoje que tenha autorizado o uso de sua imagem em Bíblias distribuídas em eventos.

Segundo o jornal, as Bíblias foram doadas na tarde de 3 de julho de 2021 em um encontro entre prefeitos e secretários municipais do estado do Pará, e teve a presença de Milton Ribeiro e dos pastores Gilmar e Arilton.

Além das imagens dos pastores e ministros, os textos nas Bíblias distribuídas apontam o “patrocínio” do prefeito da cidade de Salinópolis, Carlos Alberto de Sena Filho, conhecido como Kaká Sena (PL). O político também teve sua imagem impressa na contracapa e folha de rosto dos exemplares.

Kaká foi o anfitrião do evento na cidade e pagou pela tiragem de mil Bíblias, sendo cada unidade R$ 70, de acordo com relato de participantes do evento. A edição do livro ficou sob responsabilidade da Igreja Ministério Cristo para Todos, ramificação da Assembleia de Deus, que é dona de uma gráfica em Goiânia.

No evento, o presidente da Igreja Ministério Cristo para Todos, o pastor Gilmar Santos, sentou-se ao lado de Milton Ribeiro e Marcelo Ponte, presidente do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

“O professor e pastor presbiteriano e atual Ministro da Educação Milton Ribeiro têm construído uma comunhão especial com o pastor Gilmar Santos. Juntos tem realizado muitos seminários em diferentes regiões levando adiante vários projetos de melhoria da Educação Básica, o que tem permitido muitos prefeitos a implementar melhorias no ensino e nas condições muitas vezes precárias nas escolas.”, diz trecho do texto da Bíblia distribuída no evento do MEC.

Depois do evento em Salinópolis, Milton Ribeiro aprovou a construção de uma escola no município através do firmamento de um termo de compromisso com a prefeitura no valor de R$ 5,8 milhões, sendo R$ 200 mil empenhados no fim de dezembro de 2021. De acordo com a matéria, o prefeito não comentou a distribuição dos livros.

Ministro diz que não autorizou distribuição de Bíblias

Já o ministro Milton Ribeiro usou as redes sociais para dizer que autorizou o uso de sua imagem para a produção de “algumas Bíblias para distribuição gratuita em um evento de cunho religioso”. O chefe da pasta não especificou a data e o local do encontro especificado.

“Contudo, descobri no final de outubro de 2021 que Bíblias com minha imagem foram distribuídas em outros eventos sem a minha autorização. Novamente agi com diligência e de forma tempestiva para evitar o uso indevido de minha imagem. Imediatamente, em 26 de outubro de 2021, enviei ofício desautorizando esse tipo de distribuição”, concluiu o ministro.

Pedidos

Professor Kelton (Cidadania), prefeito de Bonfinópolis, em Goiás, disse ao Estadão que durante um encontro, no início de 2021, o pastor Arilton Moura solicitou R$ 15 mil para pagar seus gastos em Brasília e a aquisição de Bíblias para conseguir a liberação de recursos na Educação.

“Se você quiser contribuir com a minha igreja, que eu estou construindo, faz uma oferta. Você vai comprar mil Bíblias, no valor de R$ 50, e vai distribuir essas Bíblias lá na sua cidade. Esse recurso eu quero usar para a construção da igreja”, teria afirmado Arilton, de acordo com o prefeito de Bonfinópolis. “Fazendo isso, você vai me ajudar também a conseguir um recurso para você no ministério. Professor Kelton declarou não ter aceitado o pedido do religioso.

Fonte: UOL

Fonte