BRASILEIRÃO

Campeonato Brasileiro | Santos vira ‘novo dono do pedaço’ e vê Palmeiras sofrer com protestos

Campeonato Brasileiro | Santos vira ‘novo dono do pedaço’ e vê Palmeiras sofrer com protestos
Em rodada marcada por protestos de torcedores do Palmeiras e vaias a jogadores como Diego Alves e Fred, Santos alcança a sexta vitória seguida no Brasileirão e chega ao topo pela primeira vez desde 2016. MARCO SILVA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Jorge Sampaoli elegeu o emocional como grande rival do Santos no atual momento. Afinal, o…

Em rodada marcada por protestos de torcedores do Palmeiras e vaias a jogadores como Diego Alves e Fred, Santos alcança a sexta vitória seguida no Brasileirão e chega ao topo pela primeira vez desde 2016.

MARCO SILVA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Jorge Sampaoli elegeu o emocional como grande rival do Santos no atual momento. Afinal, o time alvinegro não chegava ao topo desde 2016 e não aparecia isolado no 1º lugar desde 2004 – ano em que ficou com o título.

A ascensão do Santos coincide com um momento em que concorrentes sofrem. O agora vice-líder Palmeiras empatou em casa e foi chamado de “pipoca” por torcedores; o Fla até venceu, mas Diego Alves foi vaiado.

Observado pela comissão técnica da seleção, meio-campista tem eficiência absurda nos passes, articula jogadas e fez o segundo gol contra o Cruzeiro.

Contratado na última janela, lateral justificou na partida contra o Botafogo a expectativa em torno de um jogador que chegou a ser titular do Bayern.

O “King” não fazia um gol desde o primeiro jogo do ano, mas anotou logo dois na vitória do São Paulo por 2 a 1 sobre o Fluminense no Maracanã.

O Cruzeiro acertou apenas um chute no gol nos últimos 203 minutos. E Fred, que não marca há 13 jogos, foi vaiado em pleno Mineirão.

Outro alvo de apupos foi Diego Alves. Após o segundo gol do Botafogo, o camisa 1 foi vaiado pelos próprios flamenguistas até o fim da partida.

O time liderava o campeonato, jogava em casa e deu chance ao atacante pouco acionado no ano. Arthur Cabral respondeu perdendo um gol feito.

Cesar Greco/AG Palmeiras / Divulgação

O líder pode ser novo, mas a rodada do Brasileirão também teve velhas polêmicas. Corinthians e Inter se deram bem ao poupar titulares, por exemplo, mas Cruzeiro e Palmeiras perderam pontos importantes.

Ricardo Duarte/Internacional

Outro debate que a rodada ajudou a manter vivo foi o uso do árbitro de vídeo. O Fluminense reclamou do VAR no revés para o São Paulo. O Botafogo foi ainda mais enfático ao reclamar após derrota para o Flamengo.

Jogadores do São Paulo celebravam o gol que definiu a vitória sobre o Flu. Menos Raniel: o atacante percebeu que seus companheiros pisavam num emblema do rival, afastou todos e arrumou o símbolo antes de festejar.

DHAVID NORMANDO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Felipão é um amante de pipocas. Ou pelo menos foi isso que o treinador disse, de forma irônica, ao ter sido questionado sobre os protestos de torcedores do Palmeiras após empate com o Vasco no Allianz Parque.

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

E por falar em protesto, a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, dividiu reações no Allianz Parque. Entre vaias e gritos de mito, ele causou tanto furor que motivou até atraso no início do segundo tempo.

A coisa mais importante neste momento é o jogo de futebol. Ninguém pode atrapalhar

Walter Casagrande,

Na transmissão de Palmeiras x Vasco, criticando o atraso causado pela presença de Jair Bolsonaro

O Santos é candidato ao título, sim. E não só pela bola que está jogando

Caio Ribeiro,

Comentarista da TV Globo, depois da vitória do Santos sobre o Avaí na Vila Belmiro

É uma cobrança de segurança. Não aquela outra

Rodrigo Rodrigues,

Comentando no Sportv o pênalti convertido por Reinaldo (São Paulo) e aproveitando para cutucar Diego (Flamengo)

Fonte