DESTAQUE

Cilinho, técnico dos ‘Menudos do Morumbi’, morre aos 80 anos

Cilinho, técnico dos ‘Menudos do Morumbi’, morre aos 80 anos
Ele ficou conhecido como um defensor de um futebol ousado e criativo, estimulando jovens vindos da categoria de base O futebol brasileiro perdeu nesta quinta-feira (28) um dos maiores descobridores de talentos no país. O ex-treinador Otacílio Pires de Camargo, o Cilinho, morreu em sua casa, em Campinas, aos 80 anos. No ano passado ele…

Ele ficou conhecido como um defensor de um futebol ousado e criativo, estimulando jovens vindos da categoria de base

O futebol brasileiro perdeu nesta quinta-feira (28) um dos maiores descobridores de talentos no país. O ex-treinador Otacílio Pires de Camargo, o Cilinho, morreu em sua casa, em Campinas, aos 80 anos. No ano passado ele havia sido vítima de um AVC.

Leia mais – Volpi sai em defesa de Diniz: ‘É o melhor treinador da minha carreira’ 

Cilinho ficou conhecido como um defensor de um futebol ousado e criativo, estimulando jovens vindos da categoria de base, como fez no São Paulo, em 1984 e 1985.

Na ocasião, a equipe ficou conhecida como os “Menudos do Morumbi”, quando foram revelados talentos como o atacante Müller e o meia Silas, que marcaram época no clube e ajudaram a conquistar o Campeonato Paulista de 1985.

O treinador, inicialmente, se destacou no XV de Jaú, no fim dos anos 70 e início dos anos 80, fazendo a equipe do interior encarar os grandes e revelando para o cenário futebolístico nomes como Célio, Cardim, Carlos Silva e Níveo.

Ele atuou, entre outros, também no Santos, na Ponte Preta, no Guarani e na Portuguesa de Desportos.

‘Dança das cadeiras’: Adílson Batista é 20º técnico a cair no Brasileirão

Fonte