MORUMBI

Com brilhos de Sara e Marinho, Santos e São Paulo empatam na Vila

Com brilhos de Sara e Marinho, Santos e São Paulo empatam na Vila
Empate de Marinho saiu logo após a volta dos refletores na Vila Belmiro (Foto: Jota Erre/Photo Premium) Foto: Lance! Pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, Santos e São Paulo empataram em 2 a 2, na Vila Belmiro. Gabriel Sara marcou duas vezes para o Tricolor, já do lado santista, Madson e Marinho balançaram as redes.…

Empate de Marinho saiu logo após a volta dos refletores na Vila Belmiro (Foto: Jota Erre/Photo Premium)

Foto: Lance!

Pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, Santos e São Paulo empataram em 2 a 2, na Vila Belmiro. Gabriel Sara marcou duas vezes para o Tricolor, já do lado santista, Madson e Marinho balançaram as redes.

O autor do gol da vitória iniciou a partida no banco de reservas, mesmo sendo um dos destaques do Brasileirão, por conta de desgaste físico, mas entrou durante o segundo tempo para evitar a derrota santista.

Por sua vez, o time do Morumbi deixou a Vila Belmiro sem os três pontos, mesmo tendo ficado duas vezes à frente do placar.

TABELA

SÃO PAULO COMEÇA MELHOR

O São Paulo dominou as ações ofensivas nos primeiros 15 minutos de jogo. Com Vitor Bueno pela esquerda e o apoio de Reinaldo, o time aproveitava a dificuldade defensiva do Santos pelo setor, que tinha apenas Madson para segurar dois atletas. No entanto, o Tricolor abriu o placar no erro santista pelo lado defensivo canhoto. Aos oito minutos, Luan Peres perdeu a bola na saída, Gabriel Sara aproveitou e tocou na saída do goleiro João Paulo para abrir o placar para a equipe do Morumbi.

Gabriel Sara festeja gol (Foto: Lenita Rodrigues/Ofotográfico)

Foto: Lance!

SANTOS ACHA O EMPATE

Passado o primeiro quarto do jogo, o São Paulo diminuiu o ímpeto,mas o Peixe não aproveitava para crescer. No entanto, o Alvinegro encontrou o empate ainda no primeiro tempo, aos 30 minutos, em um escanteio muito bem cobrado por Sánchez, no primeiro pau. O lateral-direito Madson, que sofria defensivamente, foi oportunista na frente, subiu mais do que a defensiva adversária para marcar para o Santos.

SARA OPORTUNISTA

Após empatar, o Peixe passou a trocar mais passes ofensivos, ainda que sem muita efetividade, já que não tinha Marinho, que desgastado fisicamente iniciou a partida no banco de reservas. Na ausência do seu principal jogador, o São Paulo aproveitou para ser oportunista,e novamente com Gabriel Sara. Aos 36 minutos, o Tricolor construiu os eu primeiro momento ofensivo pelo lado direito de ataque, Igor Vinicius fez bom cruzamento para entrada da área e Sara chegou batendo de primeira, no canto esquerdo de João Paulo, dando ao time do Morumbi a vitória parcial por 2 a 1 na etapa inicial.

APAGÃO ACENDE O SANTOS

Próximo aos 30 minutos do segundo tempo, parte dos refletores da Vila Belmiro se apagaram, paralisando o jogo por 16 minutos. Momentos antes, Marinho tinha entrado na partida. Na retomada do jogo, logo no primeiro lance, o artilheiro santista bateu uma falta de longa distância, o goleiro Tiago Volpi pediu para a barreira abrir e acabou aceitando. Na sequência, Luciano chegou a marcar o terceiro são paulino, mas estava em posição irregular e o tento foi anulado pelo árbitro assistente. No fim, o clássico ficou no 2 a 2.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 2 SÃO PAULO

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)

Data/hora: 12/09/2020, às 19h (horário de Brasília)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

Árbitrode vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Público/renda: Sem público

Cartões amarelos: Soteldo, Luan Peres e Alison (Santos); Igor Vinicius e Hernandes (São Paulo)

Cartão vermelho:

GOLS: 0-1, Gabriel Sara (08’/1T); 1-1, Madson (30’/1T); 1-2, Gabriel Sara(36’/1T); 2-2, Marinho (45’/2T)

SANTOS: João Paulo, Madson, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Diego Pituca; Alison, Carlos Sánchez (Marinho, 20’/2T) e Arthur Gomes (Wagner Leonardo, intervalo);Lucas Braga, Marcos Leonardo (Lucas Lourenço, intervalo) e Soteldo (Jean Mota, 55’/2T). Técnico: Cuca.

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Igor Vinicius, Diego Costa, Léo e Reinaldo; Tchê Tchê (Luan, 56’/2T) e Hernanes (Brenner, 53’/2T); Gabriel Sara, Igor Gomes e Vitor Bueno (Paulinho Boia, 53’/2T); Luciano. Técnico: Fernando Diniz.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini

Veja também:

Veja os maiores vencedores da história da equipe

Fonte