CARLOS AUGUSTO

Coronavírus: São Paulo e Rio de Janeiro adiam desfiles de carnaval para abril

Coronavírus: São Paulo e Rio de Janeiro adiam desfiles de carnaval para abril
Na última sexta-feira (21), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes e o do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, optaram por adiar os desfiles das escolas de samba para o dia 21 de abril, feriado de Tiradentes. A decisão foi tomada em uma reunião virtual. Participaram também do encontro o secretário de Saúde carioca, Daniel…












Na última sexta-feira (21), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes e o do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, optaram por adiar os desfiles das escolas de samba para o dia 21 de abril, feriado de Tiradentes. A decisão foi tomada em uma reunião virtual.


Participaram também do encontro o secretário de Saúde carioca, Daniel Soranz, o secretário de Saúde paulistano, Edson Aparecido, e os presidentes das Ligas de Escolas de Samba de ambas as capitais.


No início de janeiro, a prefeitura do Rio de Janeiro optou por cancelar o carnaval de rua. No dia seguinte, foi a vez da prefeitura de São Paulo tomar a mesma decisão.







Tech
06 Jan








Segurança
05 Jan

Anteriormente, os desfiles do grupo especial do grupo de acesso na capital paulista estavam marcados para 25 e 26 de fevereiro, enquanto na carioca aconteceriam em 27 e 28 do mesmo mês. No início de janeiro, a prefeitura do Rio de Janeiro optou por cancelar o carnaval de rua. No dia seguinte, foi a vez da prefeitura de São Paulo tomar a mesma decisão.


A decisão foi tomada devido ao aumento de casos e internações causados pela nova variante ômicron da Covid-19 nas cidades. Na última quarta-feira (19), o país bateu recorde de infecções confirmadas: 200 mil em 24 horas. As mortes também indicam tendência de alta.


Em nota conjunta à imprensa, Eduardo Paes e Ricardo Nunes anunciaram:

A decisão foi tomada em respeito ao atual quadro da pandemia de COVID-19 no Brasil e a necessidade de, neste momento, preservar vidas e somar forças para impulsionar a vacinação em todo o território nacional.”

O secretário municipal de saúde do Rio, Daniel Soranz, diz ser uma decisão difícil, mas que não há condições sanitárias para a realização do Carnaval na data anterior. Segundo ele, abril se mostra uma aposta segura, já que a nova cepa não deve avançar até lá.


O presidente da Liga de São Paulo, Sidnei Carriuolo Antonio, afirma que a decisão foi sensata e que jamais colocaria em risco os seus componentes. Ele afirma que todas as escolas de samba apoiam a escolha da nova data.

Na última quinta-feira (20), uma nova medida da Agência Nacional de Saúde (ANS), publicada no Diário Oficial da União, determina que os planos de saúde terão que cobrir testes rápidos de Covid-19.













Fonte