BRASILEIRÃO

Corpo de Bruno Covas é velado no prédio da Prefeitura de São Paulo

Corpo de Bruno Covas é velado no prédio da Prefeitura de São Paulo
O velório do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), começou às 13h40 deste domingo 16.mai.2021) no Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura, na região central da cidade. O acesso é restrito a familiares e amigos para evitar aglomeração e risco de contágio pela covid-19.Depois haverá um cortejo em carro aberto por ruas da região central…

O velório do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), começou às 13h40 deste domingo 16.mai.2021) no Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura, na região central da cidade. O acesso é restrito a familiares e amigos para evitar aglomeração e risco de contágio pela covid-19.

Depois haverá um cortejo em carro aberto por ruas da região central até a avenida Paulista. De lá, o corpo seguirá ainda neste domingo para Santos, onde será enterrado. Bruno Covas nasceu na cidade do litoral paulista assim como o avô, Mário Covas, morto em 2001 quando era governador de São Paulo.

A MORTE DE BRUNO COVAS

O prefeito morreu neste domingo (16.mai.2021) às 8h20 o prefeito de São Paulo, aos 41 anos. Ele estava internado desde 2 de maio no hospital Sírio-Libanês. Fazia tratamento desde 2019 contra um câncer na cárdia, entre o estômago e o esôfago. A doença se espalhou para o fígado e ossos.

Com a morte de Covas, o vice-prefeito da cidade, Ricardo Nunes (MDB), assume definitivamente a gestão de São Paulo. Já atua como prefeito em exercício desde o licenciamento do titular.

Na 6ª (14.mai.2021), às 19h30, boletim médico divulgado pela equipe do Sírio-Libanês indicava que o quadro clínico do prefeito já era considerado “irreversível”. Familiares e amigos estiveram no hospital para se despedir de Covas.

O tratamento contra o câncer levou Covas a se licenciar da Prefeitura de São Paulo em 2 de maio, menos de 6 meses depois de ser reeleito. Em nota, o prefeito afirmava que se afastaria por 30 dias para se dedicar “integralmente” ao tratamento. No dia seguinte, ele foi transferido para a UTI (unidade de terapia intensiva) e intubado depois de um sangramento no estômago. Horas depois, segundo o hospital, os equipamentos de intubação foram retirados. Na semana que se encerrou, Covas havia iniciado novo tratamento.

Eis a nota divulgada por sua assessoria:

NOTA DE FALECIMENTO

O Prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento.

Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 2 de maio, sob os cuidados das equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Prof. Dr. Raul Cutait e Prof. Dr. Roberto Kalil.

Dr. Luiz Francisco Cardoso – Diretor de Governança Clínica

Dr. Ângelo Fernandez – Diretor Clínico

Continuar lendo

Fonte