CARLOS AUGUSTO

Criação de empregos no agronegócio tem melhor resultado em 10 anos

Criação de empregos no agronegócio tem melhor resultado em 10 anos
O agronegócio brasileiro registrou em 2020 o melhor resultado na criação de empregos no setor em 10 anos, apesar da pandemia e dos resultados abaixo do esperado na oferta de novos postos de trabalho. A avaliação é da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), que analisou os dados do ano passado do Novo…

O agronegócio brasileiro registrou em 2020 o melhor resultado na criação de empregos no setor em 10 anos, apesar da pandemia e dos resultados abaixo do esperado na oferta de novos postos de trabalho. A avaliação é da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), que analisou os dados do ano passado do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados pelo Ministério da Economia.

Leia mais: Líder ruralista vê ‘melhor momento’ para liberação de agrotóxicos

Os dados mostram que o setor abriu 61.637 mil vagas de trabalho de janeiro a dezembro do ano passado, o melhor desempenho desde 2011, quando o saldo de geração de empregos formais foi de 85.585 mil vagas.

Entre as atividades que mais criaram postos com carteira assinada em 2020, a soja liderou o ranking, com 13.396 vagas. Destaque também para o café (+6.284).

Na pecuária, a criação de bovinos (+11.598) e de aves (+5.993) foram as atividades que mais contribuíram para o mercado de trabalho.

Ainda de acordo com os dados, três em cada quatro vagas foram criadas no setor agropecuário estão na região Sudeste, especialmente em São Paulo que teve crescimento de 46.475 postos de trabalho em 2020.

Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Fonte