MORUMBI

Desfalcado, Santos confia em força na Vila para vencer Chapecoense

Desfalcado, Santos confia em força na Vila para vencer Chapecoense
Alvinegro busca se manter na segunda colocação, mas terá que superar os desfalques de Soteldo e Pará, além do técnico Sampaoli, que cumpre gancho A força que tem exibido como mandante é a inspiração para o Santos sustentar a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Desfalcado pela suspensão de vários jogadores advertidos na derrota para o Fortaleza, e…

Alvinegro busca se manter na segunda colocação, mas terá que superar os desfalques de Soteldo e Pará, além do técnico Sampaoli, que cumpre gancho

A força que tem exibido como mandante é a inspiração para o Santos sustentar a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Desfalcado pela suspensão de vários jogadores advertidos na derrota para o Fortalezae até do técnico Jorge Sampaoli, o time recebe a Chapecoense, às 19 horas deste domingo, na Vila Belmiro, pela antepenúltima rodada.

Veja mais: Mano Brown visita Sampaoli no CT e vira sócio torcedor do Santos

O tropeço no Castelão não tirou o Santos do segundo lugar do Brasileirão porque o Palmeiras também perdeu na quinta-feira, para o Fluminense, mas manteve os times separados na tabela de classificação apenas pelo número de vitórias, com o alvinegro tendo uma a mais – 20 a 19. E embora já esteja assegurado na fase de grupos da próxima Copa Libertadores, o segundo lugar é importante especialmente pelo aspecto financeiro, em função da premiação distribuída pela CBF, até pelas restrições de recursos do clube da Baixada.

Com o Palmeiras enfrentando o campeão Flamengo neste domingo, o duelo com um time já rebaixado pode ser ótima oportunidade para o Santos abrir vantagem na segunda posição. Porém, para isso, precisará superar os desfalques provocados pelo excesso de cartões recebidos na derrota no Castelão.

O Santos perdeu dois titulares para o duelo com a Chapecoense, o atacante venezuelano Soteldo e o lateral-direito Pará, ambos suspensos por causa de advertências, assim como dois suplentes acionados com alguma frequência, casos do zagueiro Luan Peres e do meia Jean Mota. Além disso, Sampaoli também vai cumprir gancho, não podendo dirigir a equipe da área técnica, onde estará o auxiliar Jorge Desio.

Veja mais: Santos lucra menos de R$ 70 mil com goleada sobre o Cruzeiro

A reposição para Soteldo é óbvia, pois Marinho voltou a ficar à disposição após estar suspenso do duelo com o Fortaleza. E outro que retorna ao time é o zagueiro Gustavo Henrique, para compor a zaga com Lucas Veríssimo, único remanescente do quarteto defensivo que iniciou o duelo no Castelão.

Até a derrota de quinta, o Santos ostentava uma invencibilidade de sete jogos. E assim como no Castelão, a derrota anterior, para o Atlético-MG, havia sido com Sampaoli apostando em uma formação com três zagueiros, com um deles atuando como lateral. Assim, o treinador deve abdicar dessa estratégia neste domingo, ainda mais que Luan Peres está suspenso. E as laterais vão ser ocupadas por Victor Ferraz e Felipe Jonatan, reservas no meio de semana.

Com um time tão mexido, o Santos confia em sua força na Vila Belmiro para evitar uma surpresa. E o retrospecto recente no estádio é ótimo, com seis vitórias e um empate nos últimos sete duelos em que fez no estádio. Além disso, derrotou a Chapecoense nas quatro vezes em que encarou o clube na sua casa. Em 2018, porém, mandou o jogo contra o clube catarinense no Pacaembu e perdeu por 1 a 0. É essa zebra que o time buscará evitar neste domingo.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Títulos do Fla e revelação de Corinna Schumacher marcaram novembro

Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Fonte