BRASILEIRÃO

Doria cria SP Acolhe de R$ 300 para quem perdeu familiares na pandemia da covid-19

Doria cria SP Acolhe de R$ 300 para quem perdeu familiares na pandemia da covid-19
O programa SP Acolhe, proporcionando auxílio mensal de R$300 à população de baixa renda, foi apresentado ao público nesta terça-feira (29) pelo governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB). Na cerimônia do lançamento deste programa, no Palácio dos Bandeirantes, Doria informou que para ter acesso a este benefício é necessário que o interessado…

O programa SP Acolhe, proporcionando auxílio mensal de R$300 à população de baixa renda, foi apresentado ao público nesta terça-feira (29) pelo governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB). Na cerimônia do lançamento deste programa, no Palácio dos Bandeirantes, Doria informou que para ter acesso a este benefício é necessário que o interessado tenha perdido ao menos um membro da família durante a pandemia da Covid-19. Pelo programa serão acolhidas pessoas que perderam entes queridos nos seguintes graus de parentesco: pai, mãe, avô, avó, filho, filha ou outro parente, desde que a morte tenha ocorrido dentro do núcleo familiar.

Doria informou também que o SP Acolhe é um dos benefícios do Bolsa do Povo, visto como o maior programa de proteção social já anunciado pelo Governo de São Paulo. Com previsão de repasse de R$ 20 milhões, serão contemplados pelo programa um total de 11.026 famílias no estado de São Paulo, com 11.143 assistidos. Ainda previsto no programa, o amparo de R$ 1,8 mil será pago em 6 parcelas mensais de R$ 300, no período de julho a dezembro deste ano.

SP Acolhe e Vale Gás

Além do SP Acolhe, há o recente lançamento pelo governo do estado do Vale Gás, projeto de transferência de renda que abrange mais de 100 mil famílias em situação de fragilidade social. Possibilitando acesso à compra do gás de cozinha, o projeto Vale Gás proverá aos beneficiários recursos financeiros divididos em três parcelas de R$ 100, também no período de julho a dezembro deste ano.

Como governador, neste evento do SP Acolhe, João Doria destacou também o cunho humanitário de sua administração, realizando ações, priorizando e valorizando as pessoas mais humildes. O CadÚnico, criado pelo governo federal e que informa situação de famílias consideradas como baixa renda, servirá de parâmetro para que os contemplados recebam amparo mensal de até 3 salários mínimos.

SP Acolhe e Prodesp

Durante o lançamento do SP Acolhe, Doria enfatizou ainda que a Empresa de Tecnologia do Governo do Estado (Prodesp) desenvolveu o portal do Bolsa do Povo, que pode ser acessado pelo endereço bolsadopovo.sp.gov.br. O governador João Doria disse que integrantes de várias famílias perderam o emprego e, além disso, muitos desses núcleos que morreram de covid-19 sustentavam suas casas.

Caso a família tenha direito ao amparo, a primeira parcela deverá ser paga no dia 20 de julho.

SP Acolhe estendido

Se for preciso, o programa SP Acolhe será estendido para período maior, segundo informações do portal Poder 360, acrescentando ainda que o chefe do executivo estadual acredita que o plano vacinal contra o novo coronavírus poderá avançar, propiciando a retomada do emprego e da economia. A proibição do corte de água por ausência de pagamento é outra medida de proteção aos vulneráveis, mantida no Estado desde o início desta pandemia.

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Fonte