BRASILEIRÃO

Entenda por que Belezi ficou fora da estreia do Corinthians pela Copinha

Entenda por que Belezi ficou fora da estreia do Corinthians pela Copinha
O técnico Diogo Siston surpreendeu a torcida do Corinthians na última terça-feira, quando foi divulgada a escalação do Timãozinho para enfrentar o Resende, na partida de estreia pela Copa São Paulo. Chamou atenção a ausência do zagueiro Lucas Belezi, protagonista da categoria durante todo o ano de 2021, entre os titulares e até mesmo do…

O técnico Diogo Siston surpreendeu a torcida do Corinthians na última terça-feira, quando foi divulgada a escalação do Timãozinho para enfrentar o Resende, na partida de estreia pela Copa São Paulo. Chamou atenção a ausência do zagueiro Lucas Belezi, protagonista da categoria durante todo o ano de 2021, entre os titulares e até mesmo do banco de reserva.

Para o lugar de Belezi, a comissão optou por Alemão, destaque da categoria em 2020, mas que perdeu boa parte da última temporada por uma lesão na coluna. O zagueiro não atuava como titular desde julho do ano passado. Minutos após a escalação ser divulgada, a assessoria do Corinthians confirmou que a ausência de Belezi entre os titulares foi uma opção de Diogo Siston.

Como Belezi possui vínculo com o Corinthians somente até dezembro de 2022, houve receio de que a ausência na partida poderia ter relação com alguma dificuldade do clube para estender seu vínculo. Porém, pessoas ouvidas pela reportagem do Meu Timão asseguram que o bom desempenho de Alemão período de treinos anterior à Copinha foi decisivo para que retomasse a vaga entre os titulares. O zagueiro João Pedro também foi testado na equipe nesse meio tempo.

A ausência de Lucas Belezi até do banco de reservas também não está ligada a seu vínculo contratual com o Corinthians. A opção da comissão técnica tem relação com uma estratégia tática enraizada no Corinthians de Diogo Siston. Desde a chegada do treinador, a equipe Sub-20 do Corinthians não abre mão de ter ao menos um zagueiro canhoto em campo. Desta maneira, o zagueiro Murillo foi levado para o jogo como uma alternativa ao titular, e também canhoto, Robert Renan. Como suplente à zaga direita, Siston optou por levar Vitor, que pode atuar tanto como zagueiro quanto como volante, ampliando o leque de alternativas dos nove reservas permitidos na competição.

O número alto de gols sofridos nas últimas partidas tem sido motivo de incômodo na comissão técnica, que busca soluções para o problema. O Sub-20 do Corinthians foi vazado nos últimos oito jogos e tem média de mais de um gol sofrido por partida. Recentemente, Diogo Siston promoveu a entrada do volante Riquelme na equipe titular, visando um meio de campo mais defensivo.

Com a ainda incerta presença de Belezi, o Sub-20 do Corinthians volta a campo nesta sexta-feira, quando enfrenta o River, do Piauí, pela segunda rodada da Copa São Paulo. O Timãozinho é líder do grupo 15 da competição, com três pontos conquistados.

Veja mais em:
Base do Corinthians, Corinthians Sub-20 e Copinha.

Fonte