CARLOS AUGUSTO

Homem fardado exibe símbolo nazista desenhado no braço em São Paulo

Homem fardado exibe símbolo nazista desenhado no braço em São Paulo
O jornalista e ativista William De Lucca, que foi candidato a vereador pelo PT de São Paulo nas eleições deste ano, denunciou em suas redes sociais, neste sábado (5), o que parece se tratar de uma apologia ao nazismo feita por um homem no transporte público. De acordo com De Lucca, o homem, que aparenta…

O jornalista e ativista William De Lucca, que foi candidato a vereador pelo PT de São Paulo nas eleições deste ano, denunciou em suas redes sociais, neste sábado (5), o que parece se tratar de uma apologia ao nazismo feita por um homem no transporte público.

De acordo com De Lucca, o homem, que aparenta ter por volta de 50 anos, estava em um ônibus da capital paulista vestindo um traje militar e tinha, desenhado em seu braço, o símbolo da SS. “SS” é a abreviação, em alemão, de Schutzstaffel, uma organização paramilitar ligada ao partido nazista na Alemanha e ao ditador Adolf Hitler.

“Coisas bizarras que a gente cruza na rua em São Paulo: tinha um cara de uns 50 anos no mesmo ônibus que eu, todo fardado, com desenhos da SS nazista feitos de caneta em um braço (!) e com a bandeira dos Estados Unidos amarrada no outro pulso (!!!)”, escreveu o ativista, junto a uma foto do sujeito.

Coisas bizarras que a gente cruza na rua em São Paulo: tinha um cara de uns 50 anos no mesmo ônibus que eu, todo fardado, com desenhos da SS nazista feitos de caneta em um braço (!) e com a bandeira dos Estados Unidos amarrada no outro pulso (!!!). pic.twitter.com/4amRUpVLaA

— De Lucca 🏳️‍🌈 (@delucca) December 5, 2020

No Brasil, assim como como na maior parte das democracias do mundo, fazer apologia ao nazismo é crime, conforme especificado na Lei 7.716/89. O parágrafo 1º do artigo 20 da lei cita o “Crime de Divulgação do Nazismo”, que inclui “fabricar, comercializar, distribuir ou veicular, símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo”. A pena é de reclusão de dois a cinco anos e multa.

Fonte