BRASILEIRÃO

Jesus fala em antijogo do São Paulo: «Parecia que estava na Arábia»

Jesus fala em antijogo do São Paulo: «Parecia que estava na Arábia»
O Flamengo empatou este sábado em casa com o São Paulo (0-0), terminando a série de oito vitórias seguidas no Brasileirão e, na conferência de imprensa após o encontro, Jorge Jesus queixou-se de antijogo.«O São Paulo tem grandes jogadores e não precisa fazer tanto antijogo, e o árbitro foi conivente. Parar o jogo porque estão com…

O Flamengo empatou este sábado em casa com o São Paulo (0-0), terminando a série de oito vitórias seguidas no Brasileirão e, na conferência de imprensa após o encontro, Jorge Jesus queixou-se de antijogo.

«O São Paulo tem grandes jogadores e não precisa fazer tanto antijogo, e o árbitro foi conivente. Parar o jogo porque estão com cãibras musculares? Senti-me na Arábia Saudita. Lá é que os jogadores se atiravam no chão», afirmou o técnico português.

«Parecia que estava na Arábia Saudita. Se for uma lesão, tudo bem. Mas cãimbras não é para parar o jogo. O São Paulo foi uma vez até nossa baliza e até criou uma oportunidade», disse ainda Jesus, considerando que o adversário «jogou para não perder».

Todas as notícias do campeonato brasileiro

Na quarta-feira, a equipa de Jesus visita o Grêmio de Porto Alegre, em jogo da primeira mão das meias-finais da Taça Libertadores, mas Jesus diz que o encontro que aí vem «não tem nada a ver» com o empate.

«Se ganhássemos, seria difícil como vai ser. Empatámos e vai ser a mesma coisa. Enfrentamos uma equipe experiente, com ritmo de jogo, que executou o que veio fazer e acho que poderia disputar mais o jogo», apontou Jesus.

«Não tem nada a ver uma coisa com outra. Sabíamos que não ganharíamos todos os jogos. O importante foi também não ter perdido», frisou.

«Nem sempre quem tem mais oportunidades ganha. Futebol é o único desporto coletivo onde nem sempre o melhor ganha», disse ainda, frisando: «Não foi o caso de hoje. O Flamengo jogou contra uma outra grande equipa.»

Fonte