BRASILEIRÃO

Justiça suspende ação da Caixa contra o Corinthians pela Neo Química Arena por mais 60 dias

Justiça suspende ação da Caixa contra o Corinthians pela Neo Química Arena por mais 60 dias
A Justiça Federal de São Paulo suspendeu por mais 60 dias uma ação movida pela Caixa, onde a empresa cobra R$ 536 milhões pela Neo Química Arena, moderada pelo Corinthians e a Odebrecht. A decisão se deu no dia 23 de agosto e foi assinada pelo juiz federal Victorio Giuzio Neto para que as partes…

A Justiça Federal de São Paulo suspendeu por mais 60 dias uma ação movida pela Caixa, onde a empresa cobra R$ 536 milhões pela Neo Química Arena, moderada pelo Corinthians e a Odebrecht. A decisão se deu no dia 23 de agosto e foi assinada pelo juiz federal Victorio Giuzio Neto para que as partes entrem em acordo. A informação é do portal UOL.

O presidente do Timão afirmou no início de agosto que um novo acordo deveria ser finalizado ainda naquele mês, estabelecendo um prazo máximo para setembro. Além disso, Duilio foi até Brasília em busca do trato. O processo passa por suspensões desde outubro de 2019 na expectativa de que os envolvidos entrem em concordância.

Segundo a empresa, houve um atraso nas parcelas do financiamento de R$ 400 milhões feito no BNDES com participação da Caixa. O valor foi destinado para a construção do estádio. Agora, o banco cobra o pagamento total da dívida.

Por conta das multas aplicadas sobre o valor, a cobrança se aproxima de R$ 536 milhões, pelos cálculos da Caixa no início do processo em 2019. Por outro lado, o Corinthians discorda dos valores apresentados. Através de um acerto entre os citados, o processo pode ser encerrado.

Veja mais em:
Processos do Corinthians, Neo Química Arena e Duílio Monteiro Alves.

Fonte