CARLOS AUGUSTO

Leco confirma que Mancini saiu por pensar que seria o técnico

Leco confirma que Mancini saiu por pensar que seria o técnico
O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, confirma que o coordenador Vágner Mancini pediu demissão depois da contratação de Fernando Diniz, por julgar que seria efetivado como treinador. Um áudio vazado do ex-coordenador são-paulino deu o primeiro sinal disso: "Sabe por que eu saí, boleirão? Porque eu fui efetivado no cargo.…

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, confirma que o coordenador Vágner Mancini pediu demissão depois da contratação de Fernando Diniz, por julgar que seria efetivado como treinador. Um áudio vazado do ex-coordenador são-paulino deu o primeiro sinal disso: “Sabe por que eu saí, boleirão? Porque eu fui efetivado no cargo. aí quatro horas depois o Daniel Alves pediu o Fernando Diniz, eles me chamaram e disseram que estavam em dúvida. Aí eu falei: se vocês estão em dúvida, vão atrás do Diniz que eu estou indo embora. Tchau!”

Leco confirma também que a opinião de Daniel Alves é levada em conta, mas desmente que a contratação de Fernando Diniz tenha sido definida por causa disso. O presidente do São Paulo leva em conta uma conversa com o presidente do Conselho Deliberativo do Athletico Paranaense, Mário Celso Petraglia, em que se atribui boa parte da formação do time campeão da Copa do Brasil à presença de Fernando Diniz no início do processo. Dentro da comissão técnica de Tiago Nunes, há opiniões divergentes.

Há quatro meses, durante uma entrevista com Daniel Alves, em Paris, este colunista ouviu do lateral-direito que o futebol estava mudando e havia bons técnicos despontando, entre eles “o treinador do Fluminense.” Na ocasião, Daniel não se lembrou do nome exato de Diniz.

Durante toda a passagem de Cuca pelo Morumbi, o treinador costumava dizer que Vágner Mancini sonhava mesmo ser o técnico do Tricolor. Houve faíscas na relação. Há três anos, quando chegou ao Palmeiras, Cuca relacionou-se muito bem com Alberto Valentim, mesmo sabendo que o atual treinador do Avaí sonhava com uma chance como técnico de equipes profissionais, o que se deu depois da segunda passagem de Cuca pelo Parque Antarctica.

“Eu queria que o Vágner Mancini permanecesse no São Paulo na função de coordenador. Disse isso a ele, mas ele preferiu sair, porque tinha outra expectativa. Nós dissemos a ele que ele seria responsável pelo time neste final de semana, antes da oportunidade de contratar o Fernando Diniz”, diz Leco.

Fonte