CARLOS AUGUSTO

Leco vê São Paulo ‘mais planejado’ e quer reforços pontuais para 2020

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, acredita que o clube está "mais planejado" para 2020. A equipe conquistou vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América. Neste ano, o São Paulo foi eliminado ainda na fase preliminar do torneio continental, em fevereiro, para o Talleres,…

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, acredita que o clube está “mais planejado” para 2020. A equipe conquistou vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América. Neste ano, o São Paulo foi eliminado ainda na fase preliminar do torneio continental, em fevereiro, para o Talleres, da Argentina.

“Muito feliz e muito confiante, imaginando que agora, melhor estruturado e já na fase de grupos, sem passar pelo percalço ou pela ameaça de uma desclassificação desastrosa como a que nós tivemos e que comprometeu o resto do ano volte a ocorrer, agora mais seguros, mais planejados, com mais condições de desenvolver um trabalho à altura”, afirmou Leco, em entrevista ao canal Fox Sports.

Leco também falou sobre reforços para 2020. O São Paulo deve ter atuação tímida no mercado, após ter contratado jogadores importantes em 2019, como Daniel Alves, Juanfran, Hernanes e Alexandre Pato. Para a próxima temporada, a ideia é ir atrás de reforços pontuais.

“Eu vou te responder com palavras do Fernando Diniz: o São Paulo precisa de muito pouco, mas jogadores de qualidade pontual, bem encaixados em uma determinada posição ou função, sempre são bem-vindos. Nada que eu possa te adiantar, disse.

Leco ainda analisou a permanência de Raí no cargo de diretor executivo de futebol do São Paulo. Ele tinha contrato apenas até o fim desta temporada e renovou até o fim de 2020. O dirigente foi bastante criticado por torcedores e conselheiros por causa do planejamento do clube em 2019.

“A permanência do Raí representa a manutenção de uma figura carismática, séria, importante na vida do clube. E as funções dele, mais do que nunca, agora com mais apuro, serão as de dirigir o futebol do São Paulo”, apontou o presidente.

Fonte