BRASILEIRÃO

Lideranças evangélicas criticam dança de Bolsonaro em lancha, diz site

Lideranças evangélicas criticam dança de Bolsonaro em lancha, diz site
Em meio à votação do Orçamento ocorrida nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro (PL) divulgou em suas redes sociais um vídeo em que é visto dançando funk enquanto passeava em uma lancha no litoral de São Paulo.O presidente também repassou o vídeo em suas linhas de transmissão do aplicativo de mensagens WhatsApp. As informações são…

Em meio à votação do Orçamento ocorrida nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro (PL) divulgou em suas redes sociais um vídeo em que é visto dançando funk enquanto passeava em uma lancha no litoral de São Paulo.

O presidente também repassou o vídeo em suas linhas de transmissão do aplicativo de mensagens WhatsApp. As informações são do blog da jornalista Andréia Sadi no portal G1.

O tenente do Exército e assessor de Jair Bolsonaro, Mosart Aragão, por meio das redes sociais compartilhou o momento de divertimento de Bolsonaro e comentou sobre a reunião do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin –os dois estiveram em um jantar patrocinado pelo Grupo Prerrogativas.

Preocupação

Pelo Twitter, Mosart mostrou a imagem e disse que aquilo era a maneira de Bolsonaro mostrar preocupação com o encontro de Lula e Alckmin.

A gravação mostra o presidente dançando ao lado de apoiadores ao som de uma paródia do MC Reaça que, além de ofender mulheres de esquerda, também ataca o ex-deputado federal Jean Wyllys.

Críticas

Segundo a apuração do blog, a divulgação das imagens foi criticada por lideranças evangélicas que integram a base aliada no Congresso Nacional.

O deputado federal Sóstenes Cavalcante, presidente da frente parlamentar evangélica em 2022, disse a Andréia Sadi que a atitude do líder do Executivo foi “desnecessária” e admitiu que o presidente irá enfrentar desgaste entre religiosos de denominações evangélicas que vivem em áreas carentes e afastados dos grandes centros urbanos.

O parlamentar também declarou que a imagem passa uma ideia de ostentação. Sóstenes também chamou a atenção para a letra da música que acompanha o vídeo, que também foi divulgado pelo filho mais velho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ).

O deputado disse se tratar de um ataque a mulheres de esquerda ao dizer que elas têm mais pelos que a fêmea do cão.

Sóstenes classificou a letra como machista.

De acordo com as últimas pesquisas, Jair Bolsonaro enfrenta grande rejeição do público feminino.

A pesquisa divulgada pelo Datafolha na última segunda-feira (20) mostrou que Lula foi considerado por 43% dos evangélicos como o melhor presidente que o país já teve.

Outra liderança evangélica que conversou com o blog afirmou que a imagem passa aos trabalhadores a percepção de que o presidente da República está na “farra” ao aparecer passeando de lancha em pleno expediente –o vídeo foi divulgado na segunda-feira (20).

Segundo o que disse um pastor, em tempos de desemprego e pandemia do coronavírus, a imagem reforça impressão de um “presidente fake” em relação à defesa dos mais necessitados e de prioridade para programas assistenciais.

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Fonte