BRASILEIRÃO

Menos de 10 dias | Por que D. Alves tem sequência de jogos em pouco tempo de SPFC

Menos de 10 dias | Por que D. Alves tem sequência de jogos em pouco tempo de SPFC
Mesmo após mais de um mês de férias, Daniel Alves suportou bem os seus primeiros 90 minutos de partida com a camisa do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Mais do que isso, o camisa 10 vai completar em menos de oito dias uma sequência de três jogos pelo Tricolor paulista ao disputar o duelo de…

Mesmo após mais de um mês de férias, Daniel Alves suportou bem os seus primeiros 90 minutos de partida com a camisa do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Mais do que isso, o camisa 10 vai completar em menos de oito dias uma sequência de três jogos pelo Tricolor paulista ao disputar o duelo de amanhã (25), no São Januário, no Rio de Janeiro, contra o Vasco. Não é por acaso que o capitão da seleção brasileira consegue atingir tal rendimento.

Apesar de estar em férias depois da Copa América, Daniel Alves teve o cuidado de fazer exercícios e se preocupou com a alimentação. O astro, de 36 anos, havia até buscado referências com os preparadores físicos do Paris Saint-Germain e da equipe canarinho para manter o condicionamento físico.

Quando chegou ao Tricolor paulista, Daniel Alves teve uma reunião com uma comissão técnica formada por preparadores físicos, médico, fisiologista e nutricionista. Os profissionais do clube do Morumbi queriam saber detalhes da forma de treinar, da rotina, da alimentação e da condição do reforço após as férias. A ideia era fazer com que a adaptação fosse a mais veloz e eficiente possível.

“O Daniel é fisicamente excepcional, mostra na prática o objetivo dele de estar na Copa do Mundo. É mais do que possível, é um projeto bem real. Ele foi o que mais correu no jogo de sua estreia. E estava voltando das férias. Impressionante. Ele tem a condição física acima da média”, afirmou Raí, executivo de futebol do São Paulo.

É importante destacar também que Daniel Alves se tornou rapidamente uma das figuras importantes da equipe. Por isso, Cuca não chegou a cogitar a possibilidade de poupá-lo. Com a ausência de Hernanes por causa de lesão grave na coxa direita, o camisa 10 passou a ser também uma referência no meio de campo do time, que pode até acabar a rodada na liderança do Brasileirão.

Fonte