BRASILEIRÃO

Morre aos 87 anos cardeal Dom Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo

Morre aos 87 anos cardeal Dom Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo
Cláudio Hummes enfrentava “prolongada enfermidade” – Foto: Andreas SOLARO / AFP Morreu nesta segunda-feira (4), o cardeal Dom Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo e prefeito emérito da Congregação para o Clero. Dom Cláudio tinha 87 anos e tratava um câncer no pulmão. A morte foi informada pelo Cardeal Dom Odilo Scherer, Arcebispo de…

Cláudio Hummes enfrentava “prolongada enfermidade” – Foto: Andreas SOLARO / AFP

Morreu nesta segunda-feira (4), o cardeal Dom Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo e prefeito emérito da Congregação para o Clero. Dom Cláudio tinha 87 anos e tratava um câncer no pulmão. A morte foi informada pelo Cardeal Dom Odilo Scherer, Arcebispo de São Paulo.

“Convido todos a elevarem preces a Deus em agradecimento pela vida operosa do falecido Cardeal Hummes e de sufrágio em seu favor, para que Deus o acolha e lhe dê a vida eterna, como creu e esperou”, pediu Dom Odilo ao comunicar o falecimento de Dom Cláudio. O corpo de Dom Cláudio será velado na Catedral Metropolitana de São Paulo, onde várias missas serão celebradas. Os horários ainda não foram divulgados.

O arcebispo emérito de São Paulo trabalhava em prol dos povos indígenas da Amazônia, dos pobres e das vítimas de mudanças climáticas. Em 1979, durante a ditadura militar, a atuação social e política de Dom Cláudio acabou destacando sua figura como progressista. Naquele ano, o então bispo do município de Santo André (SP) apoiou os movimentos grevistas do ABC Paulista e lutou contra os crimes cometidos pelos governos militares.

Na Santa Fé, Dom Cláudio participou dos conclaves de 2005, que elegeu Joseph Aloisius Ratzinger – o Bento XVI-, e de 2013, que escolheu o atual Papa da Igreja Católica, Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco. No último conclave, Dom Cláudio teve papel fundamental. “Ao meu lado, nas eleições, estava o arcebispo emérito de São Paulo e prefeito emérito da Congregação para o Clero, cardeal Cláudio Hummes, um grande amigo. Quando a situação ficava um pouco perigosa, ele me consolava. Quando os votos chegaram aos dois terços, começaram a aplaudir, porque o papa tinha sido eleito. E ele me abraçou, me beijou e disse: ‘Não se esqueça dos pobres’. E aquela palavra entrou na minha cabeça: os pobres. Pensei em Francisco de Assis”, contou o Papa Francisco em 2013.

Nascido em Salvador do Sul (RS) em 8 de agosto de 1934, Dom Cláudio iniciou a vida religiosa aos 17 anos, quando entrou na Ordem dos Frades Menores – franciscanos – onde permaneceu ativo até março deste ano, quando renunciou ao cargo de presidente da Conferência Eclesial da Amazônia (Ceama) devido ao Câncer. Ele também foi presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia.

Além disso, Dom Cláudio foi bispo diocesano de Santo André (SP), arcebispo de Fortaleza e de São Paulo e membro do Colégio Cardinalício pelo Papa São João Paulo II no Consistório de 21 de fevereiro de 2001. No período de 2006 a 2011, trabalhou como Prefeito da Congregação para o Clero ao lado do Papa Bento XVI em Roma.

Fonte

Redação SP

Adicionar Comentário

Clique aqui para enviar um comentário