MORUMBI

O engenheiro que virou goleiro

O engenheiro que virou goleiro
Eduardo Rebouças é engenheiro e há mais de dois anos diretor-executivo de infraestrutura do Morumbi, o estádio do São Paulo. No último sábado o goleiro tricolor Tiago Volpi tomou um gol estranho do Palmeiras em bola dividida que subiu, bateu na trave, nas suas costas e decretou o 1 a 1 do Choque-Rei.Pareceu falha do…

Eduardo Rebouças é engenheiro e há mais de dois anos diretor-executivo de infraestrutura do Morumbi, o estádio do São Paulo.

No último sábado o goleiro tricolor Tiago Volpi tomou um gol estranho do Palmeiras em bola dividida que subiu, bateu na trave, nas suas costas e decretou o 1 a 1 do Choque-Rei.

Pareceu falha do goleiro que jogou muito bem no clássico.

Volpi não deu desculpas, considerou o lance uma infelicidade, mas Cuca, o técnico são-paulino, justificou o lance como causado pela nova iluminação do estádio.

Eduardo Rebouças não gostou.

Não gostou e disparou: “Aí você me diz qual é a intenção do Cuca. O cara para dar desculpa que o time empatou inventa outro problema”, disse em entrevista à Gazeta Esportiva.

Disse mais, ensinando os goleiros: “Realmente, em um escanteio se você olha para cima, fica cego. Agora, você tem que aprender o timing, ele sabe que tem uma hora que dá para abaixar a cabeça e enxergar normalmente”.

Não consta do currículo do engenheiro que ele tenha sido goleiro, treinador ou crítico de futebol.

Mas para salvar a iluminação do Morumbi apagou o goleiro e o treinador de seu clube.

Comentário para o Jornal da CBN desta terça-feira, 16 de julho de 2019.

Fonte