TORCIDA

O fim de semana de futebol para os catarinenses | Roberto Alves | NSC Total

O fim de semana de futebol para os catarinenses | Roberto Alves | NSC Total
Dois jogos nesta sexta-feira (1º) abrem o fim de semana de futebol para os catarinenses, ambos da Série B do Campeonato Brasileiro. A Chapecoense é a primeira a entrar em campo, e fará sob pressão da sua torcida. Torcedor, aliás, que não tem comparecido na Arena Condá certamente por causa da má campanha do time. ​Receba…

Dois jogos nesta sexta-feira (1º) abrem o fim de semana de futebol para os catarinenses, ambos da Série B do Campeonato Brasileiro. A Chapecoense é a primeira a entrar em campo, e fará sob pressão da sua torcida. Torcedor, aliás, que não tem comparecido na Arena Condá certamente por causa da má campanha do time. 

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Em 15º lugar e beirando a zona de rebaixamento, a Chape precisa da vitória para tranquilizar e dar clima para a sequência da competição. O técnico Gilson Kleina corre risco de demissão neste jogo em caso de derrota. O adversário, Sampaio Corrêa, está em 10º lugar na Série B, tem quatro pontos a mais que o Verdão do Oeste de SC e campanha muito superior. O jogo começa às 19 horas.

Um pouco mais tarde, às 21h30 desta sexta, o campeão catarinense deste ano, Brusque, entra em campo para enfrentar o Operário, de Ponta Grossa, no Augusto Bauer. Também aqui o adversário está melhor posicionado no campeonato. Tem 19 pontos, em 9º lugar. 

O Brusque está com alguma dificuldade na competição. Sua maior aposta foi o técnico Luan Carlos, que ainda não conseguiu dar cara ao time. Sua última entrevista coletiva deixou dúvidas no ar quanto à sua permanência no clube. 

A volta de Totty e Fernandinho como titular podem ser as novidades do Brusque. Diego Jardel continua sendo desfalque e Gabriel Taliari deve entrar no time em parte do jogo. 

O Técnico do Operário, Claudinei Oliveira, conhece bem o Brusque, contra quem jogou muitas vezes quando dirigiu o Avaí. 

Cultura do futebol brasileiro impõe momentos de tristeza para um profissional

Futebol no sábado

No sábado (2), o Criciúma joga às 16 horas contra o Ituano, fora de casa. Jogador mais festejado do Tigre no momento, o goleiro Gustavo pegou pênalti contra o Náutico, evitando a derrota. O meia Marquinhos Gabriel é o que mais tem feito falta. Vive um bom momento, mas está fora do jogo por lesão. 

O Criciúma é o melhor dos catarinenses na Série B do Brasileiro, com 20 pontos em 7º lugar. O Ituano está em 14º com 17 pontos. Jogo muito equilibrado. 

Já pela Série C nacional, o Figueirense entra em campo às 19 horas no Barradão, em Salvador, para enfrentar um Vitória pressionado pela falta de resultados e numa posição desconfortável na tabela. Está em 16º lugar com 12 pontos, o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

O Figueirense é o 6º colocado com 19 pontos. O time não terá John Kley, Zé Mário e Serginho, que não viajaram. Voltam o zagueiro Luiz Fernando e o latera-direito Muriel, e permanece Mario Henrique na lateral-esquerda. Do meio para frente, o técnico Jr Rocha disse que pretende mudar, mas não citou nomes nem as posições. 

Figueirense empata e torcedor vaia o técnico

Jogo de domingo

O domingo (3) começa com o Avaí jogando às 11 horas contra o Cuiabá, na Ressacada. A expectativa é de um público de pelo menos 10 mil torcedores. Novidades? Morato em lugar de Pottker, que tomou o terceiro cartão, a volta de Douglas no gol por opção do técnico, e Ranieli como zagueiro em lugar de Bressan. Lucas Ventura deve entrar no meio de campo. 

Roga-se a entrada de Jean Pierre para acrescentar qualidade. O técnico Barroca mantém o time e só mexe por necessidade. Um provável time: Douglas; Kevin, Ranieli, Arthur Chaves e Cortez; Lucas Ventua, Bruno Silva e Eduardo; Morato, Bissoli e Muriqui. 

O Cuiabá é time de bom futebol, embora esteja no momento na zona de rebaixamento da Série A do Brasileiro, em 18º lugar com 13 pontos. O Avaí, com 18 pontos é o 11º colocado, é favorito e precisa fazer a vitória para avançar na tabela. 

Clube Aldo Luz, em Florianópolis, resgata a história do remo e suas conquistas centenárias

Em cima do Lance

Jorge Macedo no Debate Diário, na CBN Floripa

Cheio de entusiasmo pela estrutura do Avaí, motivado pelo grupo que encontrou e satisfeito pela união de um cube que busca um futuro melhor, Jorge Macedo passou pelo Debate Diário, na CBN Floripa, respondendo perguntas e oferecendo conceitos sobre o futebol. 

O novo diretor executivo de futebol do Avaí acha que o jovem Arthur Chaves deve ficar um pouco mais no clube, mas sabe que não será fácil segurá-lo. De qualquer forma o procedimento é sempre que negociar um jogador manter um percentual para o clube. Elogios ao trabalho de Barroca no time profissional e de Betão (ex-zagueiro) na base do Avaí. 

Barroca acha fundamental um centro de treinamento bom e vê possibilidades de ampliar o atual do clube, alí mesmo na Ressacada, na impossibilidade de construir um novo. Hoje a folha de pagamento do Avaí é uma das mais baixas entre os clubes da Série A, perto de R$ 2 milhões. No fim da temporada, negociar jogador é fundamental para fechar o ano. 

Um bom papo de um profissional que mostrou conhecimento e ideias avançadas. 

Memória

Fernando Linhares da Silva entrevista no alambrado do estádio Adolfo Konder, o eterno e saudoso Teixeirinha

Três meses sem Fernando Linhares da Silva, o mestre da narração clássica do futebol. Em 1956, quando ingressou na Rádio Diário da Manhã, iniciou uma carreira brilhante que teve muitos seguidores no rádio esportivo. Com 87 anos, Linhares nos deixou em 30 de março deste ano

Na foto (acima) vemos Fernando Linhares da Silva entrevistando no alambrado do estádio Adolfo Konder, o eterno e saudoso Teixeirinha, considerado o maior de todos os jogadores catarinenses.

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Fonte