BRASILEIRÃO

“O Valente venceu por mim”, testemunha cristã curada da Covid-19, após internação na UTI

“O Valente venceu por mim”, testemunha cristã curada da Covid-19, após internação na UTI
A cristã Ana Lucia de Souza Tavares havia acabado de enfrentar um problema de saúde em sua família, quando foi diagnosticada com Covid-19 e precisou ser internada. Sua filha mais velha teve Aneurisma Cerebral, foi internada e passou por uma cirurgia. Ana lutou lado a lado com a filha durante um mês no hospital. Mas…

A cristã Ana Lucia de Souza Tavares havia acabado de enfrentar um problema de saúde em sua família, quando foi diagnosticada com Covid-19 e precisou ser internada. Sua filha mais velha teve Aneurisma Cerebral, foi internada e passou por uma cirurgia. Ana lutou lado a lado com a filha durante um mês no hospital.

Mas quando as dificuldades pareciam ter passado na família de Ana Lucia, ela foi internada no Hospital Incor, em São Paulo, devido a complicações da Covid-19, com 50% dos pulmões comprometidos, em 19 de fevereiro deste ano.

“Passei por um deserto, mas Deus me deu a vitória!”, testemunhou Ana, ao site Mulher Cristã. Ela foi encaminhada a semi UTI, mas seu quadro de saúde agravou e foi transferida para a UTI.

O médico comunicou ao marido de Ana, o pastor Lucifrancis Tavares, que ela precisaria reagir ao tratamento em 48 horas para não ser entubada. Porém, a mulher estava com saturação muito baixa, falta de ar e não estava reagindo às medicações.

Então, Lucifrancis começou uma campanha de oração pela esposa com sua igreja, família e amigos. “A notícia se espalhou e muitos irmãos e irmãs de todo o Estado do Amapá passaram a interceder por mim. Até amigos de outros estados suplicaram a Deus pela minha cura”, contou Ana.

Durante as 48 horas na UTI, a cristã permaneceu crendo que Deus a recuperaria. “Na UTI, a minha oração era para não ser entubada, eu não levantava nem para ir ao banheiro, mas eu cria no milagre!”, afirmou Ana.

Ela relata que ao perguntar ao médico se iria se recuperar, ele respondeu: “Vai. Você está na minha responsabilidade, eu vou cuidar de você”. Mas, naquele momento, a cristã pensou consigo mesma: “O nome do médico é Galego. O médico dos médicos é o doutor Galileu. Ele está cuidando de mim”.

Antes das 48 horas, Ana começou a reagir, surpreendendo a equipe médica, e passou a melhorar a cada dia. A cristã também testemunhou o cuidado de Deus durante sua internação, colocando enfermeiras crentes para lhe cuidar.

“Uma colhia meu sangue cantando, outra enfermeira, que me dava banho todas as manhãs na UTI era evangélica, membro da AD no Belenzinho (SP). Tudo foi resposta de oração!”, celebrou.

Certo dia, uma enfermeira elogiou sua ótima aparência e disse: “‘Estou toda arrepiada, nunca mais esqueço a senhora. Sabe por que você não morreu? Porque Ele (apontou pra cima) ainda precisa de ti aqui. Ainda têm muitas almas pra você ganhar e cuidar.’ Eu só sabia chorar e agradecer a Deus por isso!”, contou Ana.

Ana Lucia passou cinco dias na UTI e mais seis dias no apartamento. “Quando sai da UTI, a enfermeira falou pra mim assim: ‘Você bateu na trave pra ser entubada’. Na mesma hora eu respondi: ‘Mas o goleiro era Jesus e Ele me abraçou com o abraço da cura’”, afirmou a cristã, cheia de fé.

No dia 3 de março, Ana recebeu alta do hospital e foi parabenizada pelo médico. “Ele falou que toda equipe dele me elogiou, e disseram que eu era uma pessoa tranquila, serena e transmitia paz. Me parabenizou pelo sucesso da recuperação e falou que meu organismo foi valente. Eu disse que não, mas que foi o Valente quem venceu por mim”, declarou Ana, dando toda honra a Deus.

Fonte