BRASILEIRÃO

Pablo defende Diniz: ‘Merece ser vencedor com essa camisa’

Pablo defende Diniz: ‘Merece ser vencedor com essa camisa’
As vitórias sobre Sport e Athletico-PR colocaram o São Paulo na terceira colocação do Brasileirão, apenas dois pontos atrás do líder Internacional, e amenizaram a pressão que Fernando Diniz vem sofrendo desde a eliminação para o Mirassol no Campeonato Paulista. Pablo, destaque do time após a volta do futebol, sabe que um tropeço no clássico…

As vitórias sobre Sport e Athletico-PR colocaram o São Paulo na terceira colocação do Brasileirão, apenas dois pontos atrás do líder Internacional, e amenizaram a pressão que Fernando Diniz vem sofrendo desde a eliminação para o Mirassol no Campeonato Paulista. Pablo, destaque do time após a volta do futebol, sabe que um tropeço no clássico contra o Corinthians, às 11h de domingo, no Morumbi, pode recolocar o time na crise. Por isso, diz que vale até a equipe abrir mão de seu jeito preferido de jogar para ganhar e ajudar o treinador.

Pablo é um dos jogadores que mais elogiam Fernando Diniz – FOTO: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Foto: Lance!

– Em relação ao Diniz, se tiver que falar alguma coisa para o torcedor, é que ele é trabalhador demais, se dedica de corpo e alma, fica horas e horas dentro do clube vendo vídeo, um cara que se doa muito pela camisa, merece todo respeito. Óbvio que tem as críticas, não vencer alguns jogos, não se classificar contra uma equipe menor incomoda todo mundo, os torcedores. A gente entende a cobrança, mas ele é trabalhador, se dedica ao máximo, quer levar o São Paulo para o caminho das glórias. A gente vai tentar ajudá-lo, ele merece ser o treinador do São Paulo pela forma que trabalha no dia a dia, merece ser vencedor com a camisa – disse o camisa 9.

Em duas das três vitórias que conseguiu no Brasileirão até agora, contra Fortaleza e Sport, o São Paulo optou por se defender em boa parte dos jogos, o que não é uma característica das equipes de Diniz. Contra o Athletico-PR, na última quarta-feira, o time enfim conseguiu ser dominante e transformar isso em vitória. Se possível, é assim que o Tricolor vai jogar contra o Corinthians.

– Óbvio que aqui no Brasil se cobra muito resultado e a gente tem que vencer as partidas. Se a gente tiver que abrir mão do nosso estilo de jogo para vencer, óbvio que vamos fazer isso. Em alguns jogos, jogamos melhor, finalizamos mais vezes e infelizmente não vencemos. Em outros jogos, em que não jogamos da nossa forma, com a bola o tempo inteiro, propondo jogo, nós vencemos, como contra o Fortaleza, em que a gente se defendeu mais. Se der para vencer jogando da forma que a gente gosta e treina, muito melhor. Mas se tiver que abrir mão para vencer, a gente vai fazer isso. A gente quer jogar o clássico da forma que a gente gosta, mas a melhor forma de vencer vamos ter que identificar durante o jogo.

Pablo é o artilheiro do São Paulo em 2020 com sete gols em 17 partidas. Também é um dos líderes de assistências, ao lado de Reinaldo e Vitor Bueno, com quatro passes para gol. Quatro desses gols foram marcados após o retorno do futebol, justamente no momento em que a equipe mais caiu de rendimento na temporada. Mas o camisa 9 reforçou que o bom momento individual não lhe basta.

– Satisfeito eu só vou estar quando o São Paulo voltar a ser campeão. É um objetivo que eu tenho, que meus companheiros têm. Só assim vou estar realmente satisfeito. As vitórias são importantíssimas, a gente sabe que precisa vencer, mas satisfação você só tem quando conquista um troféu. Quando você chega em uma final e perde, você não pode estar satisfeito porque chegou. Tem que ficar inconformado. Eu falei que não adiantava eu estar bem se a gente perdesse os jogos. Agora a gente começou a vencer, estamos muito felizes, chegamos muito bem para o jogo contra o Corinthians.

Veja também:

Vai ter jogo? Editor do L! analisa imbróglio na partida entre Palmeiras e Flamengo pelo Brasileirão

Fonte