BRASILEIRÃO

Pablo diz que eliminação no Paulistão ainda não ‘cicatrizou’ no São Paulo

O atacante Pablo reconheceu nesta segunda-feira que a eliminação do São Paulo nas quartas de final do Campeonato Paulista ainda incomoda e deixou resquícios no elenco, que perdeu a confiança. Desde a derrota por 3 a 2 para o Mirassol, o time vem sendo alvo de protestos da torcida. Além disso, tem feito um início…

O atacante Pablo reconheceu nesta segunda-feira que a eliminação do São Paulo nas quartas de final do Campeonato Paulista ainda incomoda e deixou resquícios no elenco, que perdeu a confiança. Desde a derrota por 3 a 2 para o Mirassol, o time vem sendo alvo de protestos da torcida. Além disso, tem feito um início de Brasileirão marcado por atuações irregulares.

“Acho que aquele jogo contra o Mirassol ainda tem resquícios. Tem cicatrizes que estão tentando cicatrizar, porque foi algo que não imaginávamos que poderia acontecer. Estávamos muito confiantes para aquele jogo. A não-classificação abalou muito a equipe. O Fernando vem conversando e passando confiança”, afirmou, em entrevista ao SporTV.

No último domingo, o São Paulo aliviou um pouco a crise ao derrotar o Sport por 1 a 0, na Ilha do Retiro. Autor do único gol da partida, logo nos minutos iniciais, Pablo reconheceu que o time não teve grande atuação, mas destacou que o mais importante foi o time alcançar o seu objetivo.

“Sabíamos da pressão, mas conseguimos vencer. Esse era o primeiro foco da equipe. Conseguimos e estamos muito felizes. Claro que traz confiança e tranquilidade. Enquanto o São Paulo não voltar a vencer campeonato, levantar troféu, vai ter pressão. Sabemos disso”, disse.

Pablo está na sua segunda temporada no São Paulo, tendo sido contratado pelo clube após se destacar pelo Athletico-PR em 2018. O atacante assegurou que sabia dos desafios e da pressão que encararia quando chegou ao time, especialmente pelo jejum de títulos – o último foi a Copa Sul-Americana de 2012. Ele soma 14 gols em 47 partidas disputadas pelo clube paulista e admitiu que a situação só vai melhorar quando o time voltar a ser campeão.

“Quando decidi vir para o São Paulo, sabia o que enfrentaria. Um clube muito tempo sem vencer. O São Paulo é um clube acostumado a vencer. Não tem como ficar tanto tempo sem vencer. Com o tempo passando, a pressão vai aumentar”, disse.

Com sete pontos somados em quatro jogos, o São Paulo está em quinto lugar no Brasileirão. O time voltará a jogar domingo, às 11 horas, quando vai enfrentar o Corinthians, no Morumbi, pela sexta rodada.

Fonte