BRASILEIRÃO

Pacheco, Lira e ex-presidentes da República lamentam morte de Covas

Pacheco, Lira e ex-presidentes da República lamentam morte de Covas
Os presidentes da Câmara e do Senado e ex-presidentes da República foram ao Twitter para se manifestar sobre a morte do prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), que morreu neste domingo (16.mai.2021), aos 41 anos, em São Paulo.Covas fazia tratamento desde 2019 contra um câncer na cárdia, entre o estômago e o esôfago.…

Os presidentes da Câmara e do Senado e ex-presidentes da República foram ao Twitter para se manifestar sobre a morte do prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), que morreu neste domingo (16.mai.2021), aos 41 anos, em São Paulo.

Covas fazia tratamento desde 2019 contra um câncer na cárdia, entre o estômago e o esôfago. A doença se espalhou para o fígado e ossos. Ele deixa um filho, Tomás, de 15 anos.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se solidarizou com a família e com os amigos de Covas. “Que Deus conforte o coração de todos!“, disse. Bolsonaro foi o último chefe de Poder a comentar a morte do prefeito de São Paulo. Covas morreu às 8h20 e o presidente se pronunciou às 16h03.

– Nossa solidariedade aos familiares e amigos do Bruno Covas, que faleceu hoje após uma longa batalha contra o câncer. Que Deus conforte o coração de todos!

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) May 16, 2021

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) disse lamentar profundamente a morte de “um jovem talento na política, que travou com coragem e otimismo uma árdua batalha”.

Lamento profundamente o falecimento do prefeito de São Paulo, @brunocovas , um jovem talento na política, que travou com coragem e otimismo uma árdua batalha. Como deputado federal, foi meu colega na Comissão de Constituição e Justiça, em 2015, com quem tive a honra de trabalhar.

— Arthur Lira (@ArthurLira_) May 16, 2021

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), divulgou uma nota de pesar neste domingo. Afirmou que Covas era “um dos maiores quadros da nossa geração, representante dos ideais da social democracia, valores defendidos pelo seu partido, o PSDB, que teve entre os fundadores o seu avô, Mário Covas”.

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Luiz Fux, também divulgou nota. Fux lamenta que Covas tenha partido jovem, mas afirma que ele deixou “valiosas lições” de perseverança e esperança. “Deu grande exemplo de dedicação à vida pública. Toda a minha solidariedade à família, ao filho e aos amigos.

Ex-presidentes

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se solidarizou com os amigos e familiares de Covas. “Meus sentimentos aos familiares, amigos e correligionários de Bruno Covas, que nos deixou hoje após travar uma longa e dura batalha contra o câncer. Que Deus conforte o coração de sua família”, escreveu.

Meus sentimentos aos familiares, amigos e correligionários de Bruno Covas, que nos deixou hoje após travar uma longa e dura batalha contra o câncer. Que Deus conforte o coração de sua família.

— Lula (@LulaOficial) May 16, 2021

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) também lamentou a morte de Covas e disse que o Brasil “perdeu um dos seus promissores líderes políticos”. Covas votou a favor do impeachment de Dilma em 2016.

Lamento a morte do prefeito Bruno Covas, aos 41 anos de idade. O Brasil perdeu um dos seus promissores líderes políticos. Quero manifestar meus sentimentos ao filho Tomás e a toda família Covas, além dos militantes e dirigentes do PSDB.

— Dilma Rousseff (@dilmabr) May 16, 2021

O ex-presidente Michel Temer (MDB) descreveu a morte do político como tristíssima. “Tão jovem, tão afável, tão idôneo. Com ele vai embora parte da nossa esperança. Descansa em paz”.

LUTO…

Acabo de receber a tristíssima notícia do falecimento de Bruno Covas. Tão jovem, tão afável, tão idôneo. Com ele vai embora parte da nossa esperança. Descansa em paz🙏🏻🖤 pic.twitter.com/6Q5lLg5jXT

— Michel Temer (@MichelTemer) May 16, 2021

Continuar lendo

Fonte