BRASILEIRÃO

Pesquisão UOL Esporte | Bruno Henrique supera Neymar e é eleito melhor jogador brasileiro de 2019

Pesquisão UOL Esporte | Bruno Henrique supera Neymar e é eleito melhor jogador brasileiro de 2019
Os craques do Brasileirão deram sua opinão sobre os melhores e piores dentro de campo, e as polêmicas do ano O Pesquisão do UOL Esporte chega em 2019 à oitava edição. O que você verá a seguir é um levantamento realizado com cem jogadores que disputaram a Série A do Campeonato Brasileiro pelos seguintes clubes:…

Os craques do Brasileirão deram sua opinão sobre os melhores e piores dentro de campo, e as polêmicas do ano

O Pesquisão do UOL Esporte chega em 2019 à oitava edição. O que você verá a seguir é um levantamento realizado com cem jogadores que disputaram a Série A do Campeonato Brasileiro pelos seguintes clubes: Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, CSA, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco.

Os atletas responderam a 23 perguntas sobre assuntos variados do universo esportivo: desde o melhor jogador, técnico ou narrador do Brasil até temas mais espinhosos, como a consolidação da arbitragem de vídeo e a possibilidade de punição aos clubes por cantos homofóbicos de torcedores.

Como são cem os jogadores que responderam aos questionamentos, as porcentagens são exatas. Os resultados trazem sempre os cinco mais bem colocados. Em casos de empate na 5ª colocação, todos os que receberam a mesma porcentagem de votos aparecem.

Todos os clubes ou pessoas citadas serão mencionados ao longo das reportagens deste Pesquisão. Por fim, é garantido o anonimato aos atletas em relação às suas escolhas.

Divirtam-se!

Conhecido pelas entrevistas bem-humoradas, Marinho foi eleito o jogador mais “boa praça” pelos 100 jogadores da Série A que responderam ao Pesquisão UOL. O atacante do Santos recebeu 11% dos votos. Ao todo, 50 atletas foram citados.

Dois jogadores ficaram empatados na segunda posição; o lateral-esquerdo Reinaldo, do São Paulo, e o atacante Willian, do Palmeiras. Eles foram mencionados por 5% dos seus companheiros.

Rafinha e Rodinei, ambos laterais do Flamengo, vieram na sequência, com 4% dos votos. As respostas mostram que o posto tem bastante concorrência, com representantes de vários clubes. Ao todo, 50 jogadores receberam votos.

O ranking:

1º Marinho (Santos): 11%

2º Reinaldo (São Paulo) e Willian Bigode (Palmeiras): 5%

3º Rafinha (Flamengo) e Rodinei (Flamengo): 4%

Foram citados: Diego Souza (Botafogo), Fábio Santos (Atlético-MG), Leo Valencia (Botafogo), Valdívia (Colo-Colo, em 2019), Bruno Alves (São Paulo), Bruno Henrique (Flamengo), Cícero, D’Alessandro (Internacional), Dedé (Cruzeiro), Fred (Cruzeiro), Ganso (Fluminense), Marcelo Oliveira (Grêmio), Mateus Vital (Corinthians), Rodrigo Caio (Flamengo), Rodrigo Moledo (Internacional), Rodrigo Pimpão (Botafogo), Bruno Vieira (Internacional), David Braz (Grêmio), Edenílson (Internacional), Elias (Atlético-MG), Fellipe Bastos (Vasco), Fernando Prass (Palmeiras em 2019), Gabriel (Corinthians), Geromel (Grêmio), Gil (Corinthians), Guga (Atlético-MG), Hernan Pellerano (Quito), Hernanes (São Paulo), Igor Gomes (São Paulo), Jackson (Fortaleza), Jean (São Paulo), Júnior Urso (Corinthians), Léo (Cruzeiro), Luan (Atlético-MG), Luan (São Paulo), Maicon (Grêmio), Pará (Santos), Pato (São Paulo), Rafael Sóbis (Internacional), Ralf (Corinthians), Raniel (São Paulo em 2019), Sandry (Santos), Soteldo (Santos), Victor Ferraz (Santos), Vitor Hugo (Palmeiras)

Nos últimos cinco anos (quase sempre com larga vantagem), Neymar foi eleito pelos boleiros como o melhor jogador brasileiro do mundo. A regra passou longe de se confirmar nesta temporada: o astro do Paris Saint-Germain perdeu a hegemonia e ficou só na quarta posição.

O vencedor do Pesquisão UOL em 2019 joga no Brasil. É Bruno Henrique, atacante do Flamengo, com 19% dos votos.

Neymar chegou a alcançar números entre 60% e 80% nos últimos anos. Desta vez teve a preferência de apenas 14% dos entrevistados. Ainda estão à sua frente Gabigol, do Flamengo, e o goleiro Alisson, do Liverpool.

Enquanto Neymar perdeu força por causa da temporada recheada por lesões e polêmicas, Bruno Henrique foi um dos personagens principais da campanha flamenguista campeã do Brasileirão e da Libertadores. Em 2018, o atacante então no Santos não teve nenhum voto.

O ranking:

1º Bruno Henrique: 19%

2º Alisson: 17%

3º Gabigol: 16%

4º Neymar: 14%

5º Roberto Firmino: 12%

Foram citados: Everton (Grêmio), Everton Ribeiro (Flamengo), Daniel Alves (São Paulo), Cássio (Corinthians), David Neres (Ajax-HOL), Fabinho (Liverpool-ING), Gabriel Jesus (Manchester City-ING), Gérson (Flamengo) e Lucas Moura (Tottenham-ING).

Vencedor do Fifa The Best e da Bola de Ouro da revista “France Football” nos últimos meses de 2019, o argentino Lionel Messi faturou com folga a eleição de melhor jogador do mundo no Pesquisão UOL, que recebe votos de jogadores da Série A do Campeonato Brasileiro de forma anônima. Ele venceu com 62%.

Messi havia sido dominante também em 2015, derrotado nos anos seguintes por Cristiano Ronaldo (56,77% em 2016, 50,4% em 2017 e 42,4% no ano passado). Nesta temporada o português acabou na vice-liderança com 14%, mesma pontuação do zagueiro holandês Virgil van Djik, do Liverpool.

Sadio Mané e Mohamed Salah, seus companheiros de Liverpool, completam o Top 5. Outros três jogadores – inclusive o flamenguista Bruno Henrique, eleito como o melhor brasileiro do mundo – são citados entre os jogadores.

Uma curiosidade: em oito edições do Pesquisão, Cristiano Ronaldo e Messi agora dividem o topo da preferência dos boleiros com quatro vitórias cada um. A 5ª posição no ranking não apareceu, pois o top 5 já havia sido contemplado com os nomes anteriores.

O ranking:

1º Lionel Messi: 62%

2º Cristiano Ronaldo e Virgil van Djik: 14%

3º Sadio Mané: 4%

4º Mohamed Salah: 3%

Foram citados: Kylian Mbappé (PSG), Lewandowski (Bayern de Munique) e Bruno Henrique (Flamengo).

Campeão carioca, brasileiro e da Libertadores em 2019, o Flamengo foi eleito como o melhor time do país pelos cem jogadores da Série A que responderam ao Pesquisão UOL. Em oito edições, é a primeira vez que o time figura entre os preferidos da boleirada, com direito a larga vantagem: 84% dos votos.

O Flamengo começou a temporada sob o comando de Abel Braga, mas só embalou no segundo semestre, com o português Jorge Jesus. A campanha do Brasileirão quebrou recordes históricos, a da Libertadores foi recheada de emoção e agora a expectativa é pelo Mundial de Clubes – a estreia será amanhã (17).

O Santos, vice-campeão brasileiro, ficou em segundo lugar no Pesquisão UOL, com 6% dos votos. Já o Athletico Paranaense foi o terceiro, com 5%. Outros cinco times foram citados, com destaque para o Fortaleza, campeão cearense e da Copa do Nordeste, e o Bragantino, que faturou a Série B do Brasileirão.

O ranking:

1º Flamengo: 84%

2º Santos: 6%

3º Athletico Paranaense: 5%

4º Bragantino, Corinthians, Fortaleza, Grêmio e Palmeiras: 1%

Os cem jogadores ouvidos pelo Pesquisão do UOL em 2019 se dividiram em 13 diferentes votos para o melhor do Campeonato Brasileiro. Bruno Henrique, do Flamengo, já havia sido eleito como melhor atleta brasileiro do mundo, e agora repete a ponta da lista como o preferido de 40%.

O atacante já havia sido citado no levantamento do ano passado, quando ainda defendia o Santos mas ficou na terceira posição, com apenas 5,66% dos votos. Gabigol, outro que também estava no clube paulista, foi o segundo, com 8,4%. Ele repete a medalha de prata, mas desta vez com 27% de votos. Dudu, que foi o vencedor em 2018, nem foi mencionado nesta temporada.

Um fato curioso da escolha dos jogadores da Série A do Brasileirão é que o Flamengo domina quatro dos cinco primeiros lugares: além de Bruno Henrique e Gabigol, Everton Ribeiro (13%) e Arrascaeta (4%). O “invasor” da lista é o zagueiro Cuesta, do Internacional, empatado com o uruguaio do Flamengo.

O ranking:

1º Bruno Henrique: 40%

2º Gabigol: 27%

3º Everton Ribeiro: 13%

4º Arrascaeta e Cuesta: 4%

Foram citados: Everton (Grêmio), Carlos Sánchez (Santos), Antony (São Paulo), Cássio (Corinthians), Gabriel (Botafogo), Gérson (Flamengo), Marinho (Santos) e Rodrigo Caio (Flamengo)

O Mister está em alta entre os boleiros. Jorge Jesus foi eleito com sobras o melhor treinador do Brasil pelos 100 jogadores da Série A que responderam ao Pesquisão UOL. Comandante do Flamengo nos títulos do Brasileirão e da Libertadores, o português recebeu 46% dos votos.

O segundo mais votado foi outro gringo: Jorge Sampaoli, argentino que levou o Santos ao vice-campeonato brasileiro, superando o Palmeiras no número de vitórias. O treinador, que já deixou o time alvinegro, foi lembrado por 26% dos entrevistados.

Tiago Nunes, campeão paranaense, da J.League YBC Levain Cup (antiga Copa Suruga) e da Copa do Brasil com o Athletico-PR, ficou na terceira posição. O treinador, que vai comandar o Corinthians em 2020, levou 8% dos votos. Eduardo Barroca, que treinou o Botafogo de abril a outubro, teve 4%, assim como Vanderlei Luxemburgo, treinador do Vasco em oito meses de 2019.

O ranking:

1º Jorge Jesus (Flamengo): 46%

2º Jorge Sampaoli (Santos): 26%

3º Tiago Nunes (Athletico-PR): 8%

4º Eduardo Barroca (Botafogo) e Vanderlei Luxemburgo (Vasco): 4%

Foram citados: Fernando Diniz (Fluminense e São Paulo), Renato Gaúcho (Grêmio) e Rogério Ceni (Fortaleza e Cruzeiro), Odair Hellmann (Inter) e Antônio Carlos Zago (Bragantino).

Comandante do Flamengo nos primeiros meses da temporada, Abel Braga foi eleito o pior técnico do Brasil pelos 100 jogadores da Série A que responderam ao Pesquisão UOL. Mesmo com o título carioca, o treinador, que ainda passou pelo rebaixado Cruzeiro no fim do ano, recebeu 24% dos votos.

Argel Fucks, por sua vez, foi o escolhido por 18% dos atletas ouvidos pelo UOL Esporte. Adilson Batista e Oswaldo de Oliveira foram lembrados por 6% dos jogadores. Alberto Valentim e Cuca também terminaram empatados, com 5%, em quarto lugar.

Outros nomes que apareceram no ranking geral foram Fábio Carille, Mano Menezes, Fernando Diniz e Levir Culpi.

O ranking:

1º Aber Braga (Flamengo e Cruzeiro): 24%

2º Argel Fucks (CSA e Ceará): 18%

3º Adilson Batista (Ceará e Cruzeiro) e Oswaldo de Oliveira (Fluminense): 6%

4º Alberto Valentim (Avaí e Botafogo) e Cuca (São Paulo): 5%

Foram citados: Fábio Carille (Corinthians), Mano Menezes (Cruzeiro e Palmeiras), Fernando Diniz (Fluminense e São Paulo), Levir Culpi (Atlético-MG), Dorival Júnior (sem clube), Enderson Moreira (Ceará), Geninho (Vitória), Marquinhos Santos (Chapecoense) e Rodrigo Santana (Atlético-MG)

Gabigol, um dos maiores destaques do futebol brasileiro, não está tão bem contado entre seus companheiros de profissão. O artilheiro do Flamengo recebeu o maior número de voto no quesito jogador mais chato.

O camisa 9 rubro-negro teve 30% da preferência do grupo de 100 jogadores da Série A que responderam ao Pesquisão UOL. Dois palmeirenses vêm em seguida, quase empatados: o meia-atacante Dudu foi lembrado por 16% dos atletas ouvidos. Já o volante Felipe Melo levou 15% dos votos.

O argentino D’Alessandro também ficou no pódio da lista dos mais chatos. O meia do Inter foi escolhido por 8% dos seus companheiros. Dois atletas terminaram empatados na quinta posição: o zagueiro botafoguense Joel Carli e o lateral-direito flamenguista Rafinha, com 4% dos votos.

O ranking:

1º Gabigol (Flamengo): 30%

2º Dudu (Palmeiras): 16%

3º Felipe Melo (Palmeiras): 15%

4º D’Alessandro (Internacional): 8%

5º Joel Carli (Botafogo) e Rafinha (Flamengo): 4%

Foram citados: Diogo Barbosa (Palmeiras), Gabriel (Corinthians), Deyverson (Palmeiras), Fagner (Corinthians), Gustavo Gómez (Palmeiras), Luan (Atlético-MG), Maicon (Grêmio), Neymar (PSG), Pedro Ken (Ceará), Reinaldo (São Paulo), Rodrigo Lindoso (Internacional), Soteldo (Santos) e Thiago Neves (Cruzeiro)

Amanhã (21), o UOL Esporte publica mais um resultado do Pesquisão 2019. Depois de Marinho levar o título de “boa praça”, os craques do Brasileirão elegem o colega “mais violento”. Quem será que é o favorito na resenha?

Fonte