TORCIDA

Posse de Bola | Arnaldo: ‘Torcidas organizadas estão reencontrando papel na pandemia’

Posse de Bola | Arnaldo: ‘Torcidas organizadas estão reencontrando papel na pandemia’
Integrantes de torcidas organizadas de futebol lideraram no último domingo (31) os protestos pelo país alegando a defesa da democracia — atos que em São Paulo acabaram em conflito com a polícia na avenida Paulista —, mas os torcedores muitas vezes ligados a brigas e violência dentro e fora dos estádios, também se notabilizaram durante…

Integrantes de torcidas organizadas de futebol lideraram no último domingo (31) os protestos pelo país alegando a defesa da democracia — atos que em São Paulo acabaram em conflito com a polícia na avenida Paulista —, mas os torcedores muitas vezes ligados a brigas e violência dentro e fora dos estádios, também se notabilizaram durante a pandemia do novo coronavírus devido a ações sociais realizadas.

No podcast Posse de Bola #35, o jornalista Arnaldo Ribeiro chama a atenção para as ações dos torcedores no momento e a possibilidade de eles poderem reencontrar seu papel ao mesmo tempo em que podem ficar um longo período distantes dos estádios devido ao coronavírus e à probabilidade de volta dos jogos sem torcida no país.

“A pandemia não permite e não vai permitir a presença dessas torcidas, seja com batuque, seja com bandeira, seja com artefato, tão cedo. Agora, é curioso que talvez as organizadas estejam encontrando o seu papel ou reencontrando um papel social durante a crise institucional e de pandemia. São elas que estão fazendo doações para as comunidades, coisas que os clubes de futebol, por sinal, têm imensa dificuldade. Elas têm feito esse papel, onde vivem, para os seus associados, para as comunidades locais, e sim, uma forma de resistência nas ruas”, afirma Arnaldo (disponível no vídeo acima a partir de 16:43).

“É curioso, porque talvez seja o momento em que elas ‘banidas’ dos estádios, por uma questão de saúde, vão demorar para voltar, torcida qualquer num estádio, estejam encontrando uma função, uma missão, que sempre esteve ali. Além da questão por vezes de violência, por vezes de outras situações, esse papel comunitário da torcida organizada sempre esteve presente, por isso que eu achava a generalização uma grande bobagem. E acho que a imprensa, boa parte dela, quando tratava as organizadas como facções exclusivamente criminosas, ela incentivava esse discurso fascista”, completa o jornalista.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Fonte