TORCIDA

Pré-Olímpico | Brasil que vale mais de R$ 500 mi estreia em busca da vaga em Tóquio-2020

Pré-Olímpico | Brasil que vale mais de R$ 500 mi estreia em busca da vaga em Tóquio-2020
A seleção brasileira estreia hoje (19), às 22h30, a sua trajetória no Pré-Olímpico 2020, de olho em uma vaga em Tóquio. Contra o Peru, o time titular comandado por André Jardine é avaliado em R$ 512 milhões.O valor diz muito sobre a percepção de mercado em torno dessa equipe e ajuda a entender por que…

A seleção brasileira estreia hoje (19), às 22h30, a sua trajetória no Pré-Olímpico 2020, de olho em uma vaga em Tóquio. Contra o Peru, o time titular comandado por André Jardine é avaliado em R$ 512 milhões.

O valor diz muito sobre a percepção de mercado em torno dessa equipe e ajuda a entender por que ela é vista como grande favorita a uma vaga olímpica por toda a imprensa estrangeira que cobre a competição. Pesa também, claro, o fato de ser o país atual campeão olímpico, depois da histórica medalha de ouro em Rio-2016 —ainda que com outra geração, diga-se.

Os valores de cada jogador foram estipulados pelo Transfermarket, especialista no mercado da bola. O total que ultrapassa meio bilhão de reais considera apenas os dez atletas de linha, sem abranger os demais atletas do elenco. O mais caro de acordo com o site é Matheus Henrique, do Grêmio, que é avaliado em 22 milhões de euros, seguido de perto por Bruno Guimarães, do Athletico, e Antony, do São Paulo, avaliados em 20 milhões de euros cada.

Todos eles estão abaixo de Reinier, jogador que completa 18 anos hoje e deve ser anunciado pelo Real Madrid a qualquer momento. O meio-campista é avaliado pelo site em 25 milhões de euros, mas, para evitar a concorrência, os espanhóis toparam pagar 30 milhões de euros. Ele começará o torneio no banco, porém.

Toda a badalação, aliás, faz a imprensa estrangeira questionar seu status de reserva no momento. Jardine entende as perguntas, mas explica que a construção da equipe é feita há muito tempo, desde a conquista do Torneio de Toloun, em junho do ano passado.

Além dos já citados, o time tem alguns outros atletas bastante conhecidos da torcida brasileira, como é o caso de Pedrinho, do Corinthians, avaliado em 15 milhões de euros, e outros que quase não atuaram no Brasil, como Matheus Cunha, do RB Leipzig, avaliado em 13 milhões de euros.

O treinador sabe de toda a pressão em cima da seleção brasileira e não quer entrar para história dos vexames em torneios pré-olímpicos, como foram os de 1992 e 2004, lembrados até hoje pelos fãs de futebol e que marcaram a carreira de muitos craques.

Competição classifica os dois primeiros e não terá VAR

A competição é dividida em dois grupos de cinco, com os dois primeiros de cada chave avançando para o quadrangular final. O campeão e o vice garantem a vaga olímpica.

O jogo será disputado em Armênia, no Estádio Centenário, que contou com trabalho comunitário para deixar tudo pronto. Mais de 300 pessoas da cidade ajudaram em tarefas como limpeza de cadeiras, por exemplo. Em reunião feita no fim da semana, ficou definido que a competição não contará com a tecnologia do árbitro de vídeo.

FICHA TÉCNICA

BRASIL X PERU

Data: 19 de janeiro de 2020, domingo

Local: Estádio Centenário de Armênia, na Colômbia

Horário: 22h30 (de Brasília)

Transmissão: Sportv

Árbitro: Angel Arteaga (Venezuela)

Assistentes: Lubin Torrealba e Tulio Moreno (ambos da Venezuela)

BRASIL: Ivan; Guga, Bambu, Nino e Caio Henrique; Bruno Guimarães e Matheus Henrique; Antony, Pedrinho e Paulinho; Matheus Cunha

Técnico: André Jardine

PERU: Solís; Medina, Chávez, Caballero, López; Fuentes, Pretell; Pacheco, Concha, Carranza; Olivares

Técnico: Nolberto Solano

Fonte