BRASILEIRÃO

Santos admite perder dinheiro com a Turner e ‘pedágios’ da Globo no Brasileirão

O presidente do Santos José Carlos Peres sempre foi um homem de mercado. Trabalhou em bancos importantes em São Paulo antes de assumir o comando do clube praiano, segundo colocado no Campeonato Brasileiro do ano passado. Sua vida profissional teve por formação ganhar dinheiro para seus patrões. Por isso ele disse ao Estado com todas…

O presidente do Santos José Carlos Peres sempre foi um homem de mercado. Trabalhou em bancos importantes em São Paulo antes de assumir o comando do clube praiano, segundo colocado no Campeonato Brasileiro do ano passado. Sua vida profissional teve por formação ganhar dinheiro para seus patrões. Por isso ele disse ao Estado com todas as letras que a parceria com a Turner não é boa.

“O Santos perde dinheiro. A rescisão é o melhor caminho. Os clubes já estão se reunindo para apresentar uma proposta para a empresa. Ela também não está ganhando com esse modelo. Vai ser bom para as duas partes o rompimento.”

O exemplo santista foi mostrado na ponta do lápis. Peres diz que o clube perdeu R$ 14 milhões no fim do ano passado após o time consolidar a segunda posição atrás apenas do campeão Flamengo, cujo acordo de transmissão está fechado com a Globo. “O Flamengo recebeu cota de R$ 32 milhões. A nossa deveria ser de R$ 31 milhões, mas ficamos com apenas R$ 17 milhões. R$ 14 milhões deixamos como “pênalti” que a Globo nos cobra por causa do acordo com a Turner”, disse sem entrar em detalhes.

O Santos é um dos oito clubes que fecharam com a empresa de mídia dos Estados Unidos. Ele admite ter recebido a carta da Turner e diz que o momento agora é de reflexão. “Temos de entender o que o outro lado quer e como quer. Há multas dos dois lados, teremos de renegociar essas dificuldades. Não temos o interesse em continuar.”

Peres disse ainda que os clubes já estão se reunindo para estudar como esse rompimento do contrato pode se dar. Ele não tem dúvidas de que a empresa quer a mesma coisa, por isso acha que não será difícil tratar da rescisão. O Campeonato Brasileiro deveria começar no primeiro fim de semana de maio, nos dias 2 e 3. Não vai. A CBF não sabe quando o futebol voltará a ser jogado no Brasil.

O dirigente santista explica que após o rompimento, os clubes recuperam seus direitos de transmissão e aí podem repassa-los para quem quiser comprar. O caminho natural é a Globo. “O melhor caminho é mesmo a Rede Globo. Eu prefiro a Globo”, disse Peres. Ele ressalta que fala apenas pelo Santos. “Estamos perdendo dinheiro.” O Santos admite que ganhou com esses direitos pouco menos de R$ 23 milhões durante a temporada passada.

Fonte