BRASILEIRÃO

Secretário do MS agradece Rocha e Máximo pela parceria: ‘Contem sempre com o Mato Grosso do Sul’

Secretário do MS agradece Rocha e Máximo pela parceria: ‘Contem sempre com o Mato Grosso do Sul’
Dos transferidos, quatro morreram inclusive, porém, muitos outros já receberam alta e estão seguindo tratamento naquele estado. Sabado, 10 de Julho de 2021 - 17:48 O atual Secretário de Saúde do Mato Grosso do Sul, Dr. Geraldo Resende, usou as redes sociais hoje (10) para prestar um agradecimento especial ao Governo de Rondônia pela acolhida…

Dos transferidos, quatro morreram inclusive, porém, muitos outros já receberam alta e estão seguindo tratamento naquele estado.

Sabado, 10 de Julho de 2021 – 17:48

O atual Secretário de Saúde do Mato Grosso do Sul, Dr. Geraldo Resende, usou as redes sociais hoje (10) para prestar um agradecimento especial ao Governo de Rondônia pela acolhida dos pacientes do seu estado que foram transferidos para tratar da infecção de Covid-19, após a saúde do MS apresentar no mês de maio colapso.

Por conta do colapso no sistema de saúde do MS, o Governo encaminhou 37 pacientes para outros estados, sendo 12 para Rondônia e 25 para São Paulo (SP). Dos transferidos, quatro morreram inclusive, porém, muitos outros já receberam alta e estão seguindo tratamento naquele estado.

“É com muita alegria que recebemos a notícia de mais um paciente de Mato Grosso do Sul transferido pra Rondônia, por meio da ação “Unidos pela Vida”, do Governo de Rondônia, teve alta na tarde desta quinta-feira, após receber o tratamento contra a Covid-19, em Porto Velho”, comentou.

Em seguida, Geraldo que é Ginecologista e obstetra, Deputado Federal licenciado e atual Secretário de Saúde prestou um agradecimento ao governador Marcos Rocha (Sem Partido) e ao Secretário Estadual de Saúde de Rondônia, Fernando Máximo. “Nossa gratidão aos irmãos que nos estenderam a mão amiga no momento mais crítico da pandemia em nosso estado. Agradecimento especial ao secretário de Saúde Fernando Máximo, e ao governador Coronel Marcos Rocha. Contem sempre com Mato Grosso do Sul!”, concluiu.

Atualmente em Mato Grosso do Sul, o começo de julho mostra queda nos casos, mortes e internações devido a Covid-19. A ocupação de leitos de UTI SUS também teve recuo, já que em junho estava com 108% na macrorregião de Campo Grande, 96% em Dourados, 95% para região de Três Lagoas e 93% em Corumbá. Agora os números caíram para 81% (Campo Grande), 65% (Dourados), 69% (Três Lagoas) e 56% (Corumbá).

“A taxa de contágio da doença também teve queda do final de junho e continuou neste começo de julho. No dia 26 de junho estava com 1,03, depois de 27 a 29 caiu para 1,00 e nos dias seguintes continuou em queda, com 0,99 (30/06), 0,98 em 1° de julho. Nos dias 2 e 3 de julho chegou a 0,97 e desde o dia 5 ficou em 0,96”, informou o Governo do MS por meio de reportagem. 

Fonte