TORCIDA

Semi da Sul-Americana | Da favela a ídolo do Del Valle, Sornoza vira arma do Corinthians em decisão

Semi da Sul-Americana | Da favela a ídolo do Del Valle, Sornoza vira arma do Corinthians em decisão
O técnico Fábio Carille aposta tudo em Sornoza para reverter a vantagem de dois gols do Independiente del Valle contra o Corinthians, hoje (dia 25), às 21h30, no estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, no Equador, e garantir uma vaga na final da Copa Sul-Americana. O meia, além de espião por conta de sua passagem histórica…

O técnico Fábio Carille aposta tudo em Sornoza para reverter a vantagem de dois gols do Independiente del Valle contra o Corinthians, hoje (dia 25), às 21h30, no estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, no Equador, e garantir uma vaga na final da Copa Sul-Americana. O meia, além de espião por conta de sua passagem histórica no del Valle, volta ao time para arrumar o meio-campo.

O equatoriano virou a esperança para fazer a ligação entre a defesa e o ataque, além de “doutrinar” os companheiros em campo a jogar na altitude de 2.850 metros acima do nível do mar.

Sornoza é ídolo no time equatoriano. Chegou ao clube com 15 anos após uma infância sofrida em uma favela do Equador. Segundo apurou o UOL Esporte, o atleta decidiu investir na carreira de jogador de futebol para fugir desse “mundo”, pois já havia presenciado até mortes em frente de sua casa.

O camisa 7 do Corinthians deixou o del Valle para atuar no Fluminense, após ser um dos principais destaques na campanha que levou o time equatoriano à final da Copa Libertadores da América de 2016, quando perdeu a final para o Atlético Nacional, da Colômbia, em dois jogos (1 a 1 e 1 a 0).

Sornoza é o maior artilheiro da história do del Valle, com 66 gols marcados. Foi dele também o primeiro gol internacional marcado na história do time equatoriano.

“Cheguei depois da sua saída, mas tenho boas referências dele. Sornoza foi um exemplo como profissional pelo trabalho diário, e como pessoa foi muito respeitoso com todas as pessoas do clube. É um cara muito carismático e um bom esportista”, Ivan Vasquez, coordenador da base do Del Valle.

O curioso é que Sornoza perdeu a posição no Corinthians justamente pela dificuldade de marcar gols com a camisa do Timão. O primeiro gol saiu somente no dia 30 de maio, quando o Alvinegro venceu o Deportivo Lara por 2 a 0, em Cabudare, na Venezuela.

Em contrapartida, o equatoriano se destacou em outro fundamento: assistências. Foram 11 em 38 jogos com a camisa alvinegra. Foi dele, aliás, o lançamento de longe para Vagner Love marcar o gol do tricampeonato paulista contra o São Paulo neste ano.

Sornoza sucumbiu ao grande momento do meia Mateus Vital e perdeu a posição de titular durante as disputas do Brasileiro e Sul-Americana. No entanto, após a derrota por 2 a 0 para o Independiente del Valle no jogo de ida, na Arena de Itaquera, Carille apostou em Sornoza no jogo seguinte, na vitória contra o Bahia por 2 a 1. O equatoriano foi titular no lugar de Vital e ajudou o time a ser mais ofensivo. Vale lembrar que o treinador corintiano virou alvo da torcida e ganhou fama de “retranqueiro”.

Hoje, Carille faz mistério sobre a escalação e não se sabe se Sornoza atuará no lugar de Vital ou até mesmo no lugar de Junior Urso, como segundo volante, ou Clayson, um dos atacantes.

Fonte