TORCIDA

Semi da Sul-Americana | Da favela a ídolo do Del Valle, Sornoza vira arma do Corinthians em decisão

Semi da Sul-Americana | Da favela a ídolo do Del Valle, Sornoza vira arma do Corinthians em decisão
O técnico Fábio Carille aposta tudo em Sornoza para reverter a vantagem de dois gols do Independiente del Valle contra o Corinthians, hoje (dia 25), às 21h30, no estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, no Equador, e garantir uma vaga na final da Copa Sul-Americana. O meia, além de espião por conta de sua passagem histórica…

O técnico Fábio Carille aposta tudo em Sornoza para reverter a vantagem de dois gols do Independiente del Valle contra o Corinthians, hoje (dia 25), às 21h30, no estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, no Equador, e garantir uma vaga na final da Copa Sul-Americana. O meia, além de espião por conta de sua passagem histórica no del Valle, volta ao time para arrumar o meio-campo.

O equatoriano virou a esperança para fazer a ligação entre a defesa e o ataque, além de “doutrinar” os companheiros em campo a jogar na altitude de 2.850 metros acima do nível do mar.

Sornoza é ídolo no time equatoriano. Chegou ao clube com 15 anos após uma infância sofrida em uma favela do Equador. Segundo apurou o UOL Esporte, o atleta decidiu investir na carreira de jogador de futebol para fugir desse “mundo”, pois já havia presenciado até mortes em frente de sua casa.

O camisa 7 do Corinthians deixou o del Valle para atuar no Fluminense, após ser um dos principais destaques na campanha que levou o time equatoriano à final da Copa Libertadores da América de 2016, quando perdeu a final para o Atlético Nacional, da Colômbia, em dois jogos (1 a 1 e 1 a 0).

Sornoza é o maior artilheiro da história do del Valle, com 66 gols marcados. Foi dele também o primeiro gol internacional marcado na história do time equatoriano.

“Cheguei depois da sua saída, mas tenho boas referências dele. Sornoza foi um exemplo como profissional pelo trabalho diário, e como pessoa foi muito respeitoso com todas as pessoas do clube. É um cara muito carismático e um bom esportista”, Ivan Vasquez, coordenador da base do Del Valle.

O curioso é que Sornoza perdeu a posição no Corinthians justamente pela dificuldade de marcar gols com a camisa do Timão. O primeiro gol saiu somente no dia 30 de maio, quando o Alvinegro venceu o Deportivo Lara por 2 a 0, em Cabudare, na Venezuela.

Em contrapartida, o equatoriano se destacou em outro fundamento: assistências. Foram 11 em 38 jogos com a camisa alvinegra. Foi dele, aliás, o lançamento de longe para Vagner Love marcar o gol do tricampeonato paulista contra o São Paulo neste ano.

Sornoza sucumbiu ao grande momento do meia Mateus Vital e perdeu a posição de titular durante as disputas do Brasileiro e Sul-Americana. No entanto, após a derrota por 2 a 0 para o Independiente del Valle no jogo de ida, na Arena de Itaquera, Carille apostou em Sornoza no jogo seguinte, na vitória contra o Bahia por 2 a 1. O equatoriano foi titular no lugar de Vital e ajudou o time a ser mais ofensivo. Vale lembrar que o treinador corintiano virou alvo da torcida e ganhou fama de “retranqueiro”.

Hoje, Carille faz mistério sobre a escalação e não se sabe se Sornoza atuará no lugar de Vital ou até mesmo no lugar de Junior Urso, como segundo volante, ou Clayson, um dos atacantes.

Fonte

Redação SP

Adicionar Comentário

Clique aqui para enviar um comentário