BRASILEIRÃO

Suspensos, ex-jogadores do Santos contam como foi acompanhar virada histórica de fora

Suspensos, ex-jogadores do Santos contam como foi acompanhar virada histórica de fora
Um dos momentos inesquecíveis do Santos na década de 90, a semifinal do Campeonato Brasileiro de 1995, no qual o Peixe eliminou o Fluminense com uma virada histórica, será reprisado neste domingo na Rede Bandeirantes, na faixa "Você Torceu Aqui", às 16h. Robert e Jamelli estiveram em campo na final, contra o Botafogo (Foto: Divugação/Santos…

Um dos momentos inesquecíveis do Santos na década de 90, a semifinal do Campeonato Brasileiro de 1995, no qual o Peixe eliminou o Fluminense com uma virada histórica, será reprisado neste domingo na Rede Bandeirantes, na faixa “Você Torceu Aqui”, às 16h.

Robert e Jamelli estiveram em campo na final, contra o Botafogo (Foto: Divugação/Santos FC)

Foto: Lance!

Titulares absolutos na campanha do vice nacional daquele ano, os meias Robert e Jamelli foram expulsos no primeiro jogo contra o Flu, no Maracanã, no qual o Alvinegro Praiano foi goleado por 4 a 1, e, embora, não estivessem em campo no confronto de volta, no estádio do Pacaembu, participaram de toda a preparação do elenco para os 90 minutos decisivos.

Jamelli, inclusive, conta com pesar a sua ausência na partida, já que foi ele que cometeu a falta que iniciou o terceiro gol da equipe carioca, marcado por Leonardo, após rebote dado por Edinho na cabeçada do zagueiro Lima, no Rio de Janeiro. O Tricolor das Laranjeiras ainda fez o quarto logo na saída de bola seguinte, com Cadu.

– Estava 2 a 1 no Maracanã e eu fui expulso pra matar uma jogada, porque o jogador do Fluminense ia sair na cara do Edinho. Faltava cinco minutos, 2 a 1 pra gente e eu pensei que seria expulso, mas pelo menos o jogo ia continuar 2 a 1 e em São Paulo a gente virava. Mas aí, na falta que eu fiz foi o 3 a 1. Deu a saída de bola, foi o 4 a 1. Quer dizer, então, eu já estava com a cabeça ruim, de ter acontecido o que aconteceu e eu ficar de fora. Eu sofri muito – afirmou em contato exclusivo com o LANCE!.

Robert lembra que os próprios atletas, após o primeiro jogo, estavam indignados com o desempenho coletivo e, embora a missão de reverter o placar em São Paulo fosse bastante difícil, todos estavam empenhados em classificar o Santos à final do Brasileirão.

– A gente revoltado com a nossa própria atação, sabíamos que não jogamos nem metade do que poderíamos e perdemos do jeito que a gente perdeu – contou, também com exclusividade ao L!.

O dia da partida



Robert e Jamelli assistiram juntos a partida nas tribunas do Pacaembu e ao chegarem no estádio afirmam que sentiram o clima diferente do normal.

– O engraçado foi quando a gente entrou no estádio, o clima era muito diferente, que eu nunca senti na vida, de confiança de todo mundo, torcida, jogadores, a vibe do estádio do Pacaembu estava impressionante – relembrou o ex-jogador do Peixe.

Após o Santos fazer 2 a 0 no primeiro tempo, os jogadores permaneceram no gramado durante o intervalo, sentindo o calor da torcida. Jamelli, então, não aguentou, pulou a grande do estádio e, mesmo suspenso, juntou-se ao grupo no meio de campo.

O ex-meia do Peixe, inclusive, é comentarista do Grupo Bandeirantes de Comunicação atualmente e participará da transmissão que recordará a partida neste domingo.

– No intervalo do jogo eu pulei o alambrado, a grade do Pacaembu, e entrei no campo. Estava junto com o pessoal no campo. Aquele jogo foi o segundo do Brasileiro inteiro que eu não joguei. Joguei o campeonato todo. Eu só não tinha jogado, antes desse jogo que estava suspenso, um só. Eu estava desesperado – relatou Jamelli.

– Eu chorei pra caramba. Eu, Jamelli, tudo torcedor – completou Robert.

O Peixe venceu o Fluminense no Pacaembu por 5 a 2, com dois gols de Giovanni, um de Marcedo, um de Camanducaia e um de Marcelo Passos. Na decisão, foi derrotado pelo Botafogo, em uma decisão marcada pelos erros de arbitragem do mineiro Márcio Rezende de Freitas.

Veja também:

Entenda a grave crise financeira do Corinthians

Fonte