MORUMBI

Toró sai inconformado com expulsão: “Decisão precipitada”

Toró sai inconformado com expulsão: “Decisão precipitada”
O atacante Toró saiu do estádio do Morumbi chateado com a sua primeira expulsão como jogador profissional. Neste domingo, no empate sem gols entre São Paulo e Bahia, o jovem revelado em Cotia recebeu cartão vermelho após o árbitro contar com a ajuda do VAR, entretanto, ainda assim, não concordou com a decisão de Daniel…

O atacante Toró saiu do estádio do Morumbi chateado com a sua primeira expulsão como jogador profissional. Neste domingo, no empate sem gols entre São Paulo e Bahia, o jovem revelado em Cotia recebeu cartão vermelho após o árbitro contar com a ajuda do VAR, entretanto, ainda assim, não concordou com a decisão de Daniel Nobre Bins.

“Acho que o lance estava em disputa, o Lucas Fonseca estava comigo na disputa, ele deixou a bola passar, fui tentar alcançar a bola, mas não alcancei, eu pisei onde tinha que pisar, não tinha o que fazer. A expulsão foi injusta, porque o Liziero sofreu uma pancada no primeiro tempo e não teve nem VAR, nem cartão amarelo”, afirmou Toró, seguindo a mesma linha de Cuca.

Inicialmente, Daniel Nobre Bins havia advertido Toró com cartão amarelo, porém, instantes depois, voltou atrás em sua decisão. O que o jovem atacante não esperava era que o juiz seria chamado pelos árbitros que estavam operando o vídeo para que o lance fosse analisado. Depois de ver e rever a jogada, o árbitro decidiu expulsá-lo diretamente.

“O árbitro veio falar comigo, ele veio pedir desculpa, que o lance foi acidental, acidente de trabalho”, disse Toró. “Depois, que ele viu o lance no VAR, me deu o vermelho. Achei uma decisão precipitada”.

“Pensei que ele poderia tirar o amarelo, foi um lance que pra mim foi normal, não tive a intenção de machucar o Douglas, tanto que você pode ver no replay que eu tento tirar o pé quando vejo que vai pegar ele”, concluiu.


Gazeta Esportiva

Fonte