BRASILEIRÃO

Uso de máscaras ao ar livre vai deixar de ser obrigatório no estado de São Paulo a partir de dezembro

Uso de máscaras ao ar livre vai deixar de ser obrigatório no estado de São Paulo a partir de dezembro
Variante Ômicron deve adiar liberação do uso de máscaras na cidade de SP, sugere secretário 29 de novembro de 2021 15 Atualização (29/11/2021) - LR Há alguns dias o Governo do Estado de São Paulo anunciou o cronograma de flexibilização das medidas sanitárias de combate ao coronavírus, desobrigando o uso de máscaras em ambientes externos…

Variante Ômicron deve adiar liberação do uso de máscaras na cidade de SP, sugere secretário

29 de novembro de 2021 15

Atualização (29/11/2021) – LR

Há alguns dias o Governo do Estado de São Paulo anunciou o cronograma de flexibilização das medidas sanitárias de combate ao coronavírus, desobrigando o uso de máscaras em ambientes externos a partir do dia 11 de dezembro e permitindo que cada gestão municipal adote regras específicas nos municípios.

Apesar do avanço da vacinação no estado, a descoberta recente da variante Ômicron, na África do Sul, acende um sinal de alerta sobre o possível retorno de uma onda de contágios em todo o mundo, preocupação que para Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de SP, contribui para que seja “arriscado manter a previsão de liberação”, sugerindo que a capital paulista pode seguir com a obrigatoriedade do uso de máscaras.



A decisão do secretário pode ter como base a investigação de um caso suspeito da cepa Ômicron na cidade de São Paulo após um passageiro proveniente da África do Sul desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos e testar positivo para a covid-19. O turista segue em quarentena, e é monitorado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério da Saúde.




Segurança
26 Nov




Economia e mercado
26 Nov

O governo do Estado de São Paulo anunciou, nesta quarta-feira (24), que a partir do dia 11 de dezembro o uso de máscaras de proteção contra a Covid-19 em ambientes ao ar livre não vai ser mais obrigatório.

Durante o anúncio, o governador João Dória (PSDB), enfatizou que o uso do acessório segue sendo obrigatório até lá e que ainda vai ser necessário usar máscaras em ambientes fechados e no transporte público, incluindo estações e terminais de ônibus.




Tech
23 Nov




Tech
23 Nov

Vale destacar que a decisão do governo foi tomada mesmo o estado não atingindo as metas de redução dos indicadores da pandemia que foram estipuladas pelo Comitê Científico, um grupo de especialistas que orienta a gestão estadual.

Porém, o próprio comitê aprovou a decisão. O governo Doria havia afirmado no final de outubro que a liberação só iria ocorrer caso a vacinação completa atingisse 75% da população e a média diária de mortes estivesse abaixo de 50.



Outra condição para o fim da obrigatoriedade era que a média diária de casos estivesse abaixo de 1.100 e a taxa diária de internações abaixo de 300. No entanto, nenhuma das metas foi atingida até o momento no estado.

Ainda de acordo com o governador, São Paulo deve chegar aos 75% da população vacinada com pelo menos duas doses na quinta-feira (25) e ultrapassar a marca de 80% até o dia 30 de novembro. O Rio também liberou o uso no final do mês de outubro.

Prefeituras decidem


Mesmo com a decisão do executivo estadual, os municípios escolhem se vão seguir ou não, já que as medidas de combate à pandemia exigem que sejam cumpridas sempre as orientações mais restritivas quando há desacordo entre prefeituras e governo.

Portanto, as prefeituras que não desobrigarem o uso da máscara em locais abertos vão ter a sua determinação como a oficial, mesmo que o estado tenha determinado o contrário.

E você, é favorável a decisão do governo de SP ou acha que ela foi tomada cedo demais? Deixe a sua opinião nos comentários logo abaixo!


Fonte